18 de setembro de 2017

Tá Na Estante :: 'O Beijo Traiçoeiro' #691

POSTADO POR EM 18 de setembro de 2017

Oi, gente. Tudo bem?


Recebi mais uma prova antecipada da Editora Seguinte e hoje vim contar pra vocês o que achei do livro em questão, que foi lançado oficialmente no começo de setembro. Vamos conferir?!
Livro: O Beijo Traiçoeiro
Autora: Erin Beaty
Editora: Seguinte
Páginas: 440
Sinopse: Com sua língua afiada e seu temperamento rebelde, Sage Fowler está longe de ser considerada uma dama — e não dá a mínima para isso. Depois de ser julgada inapta para o casamento, Sage acaba se tornando aprendiz de casamenteira e logo recebe uma tarefa importante: acompanhar a comitiva de jovens damas da nobreza a caminho do Concordium, um evento na capital do reino, onde uniões entre grandes famílias são firmadas. Para formar bons pares, Sage anota em um livro tudo o que consegue descobrir sobre as garotas e seus pretendentes — inclusive os oficiais de alta patente encarregados de proteger o grupo durante essa longa jornada. Conforme a escolta militar percebe uma conspiração se formando, Sage é recrutada por um belo soldado para conseguir informações. Quanto mais descobre em sua espionagem, mais ela se envolve numa teia de disfarces, intrigas e identidades secretas. E, com o destino do reino em jogo, a última coisa que esperava era viver um romance de tirar o fôlego.
Sage Fowler ficou órfã quando criança e sua tutela passou para seu tio, o Lorde Broadmoor. Porém, Sage sempre foi criada de forma livre por seus pais, usando calças e subindo em árvores, nada que uma dama deveria fazer, o que deixava seu tio maluco. Para se livrar da sobrinha inconveniente, o Lorde quer que Sage se case e, para isso, marca uma reunião com Madame Darnessa, a alta casamenteira da região.

Para impressionar Darnessa, mesmo contra sua vontade, Sage se veste como uma dama e treina os passos da entrevista com sua tia.. Só que o gênio da garota não deixa que as coisas saiam como ela ensaiou. Após alguns minutos de conversa, Sage bate de frente com Darnessa e sai de lá revoltada, com suas chances de casar sendo arruinadas.

Contudo,  em consideração à tia, Sage volta para pedir desculpas e é surpreendida com uma proposta: tornar-se aprendiz da casamenteira e ajudá-la na preparação das noivas para o Concordium, um evento onde toda nobreza estará presente e uniões importantes para o povo serão firmadas.

Assim, a função de Sage será se disfarçar de noiva para o Concordium e investigar os possíveis pares para as moças que estão sob a tutela de Darnessa, reunindo informações para fazer as melhores uniões. Só que essas informações, anotadas em um caderno preto, chamam a atenção da escolta militar. Uma suspeita de traição está rondando o perímetro e o Capitão Quinn percebe que Sage pode ser útil em sua empreitada.

Logo, Sage se vê em meio a uma trama de intrigas, agindo como espiã para os militares. Além disso, ela precisará lidar com os sentimentos conflituosos que o soldado Ash Carter desperta nela. Será que a jovem está preparada para o que está por vir? Com o destino do reino em mãos, cabe a Sage encontrar uma forma de mudar a situação antes que seja tarde.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

Quando soube do lançamento de O Beijo Traiçoeiro, fiquei imediatamente ansioso. Adoro esses tipos de histórias de época, que envolvem disputas territoriais,  espionagem e uma protagonista forte e fora dos padrões. Então, quando a Seguinte ofereceu a prova antecipada, corri para conseguir a minha e fui um dos contemplados.

A escrita de Erin Beaty é leve e bem desenvolvida, mas confesso que a primeira metade da obra foi um tanto quanto monótona. A autora estava apresentando seu universo e os personagens, mas senti certa enrolação no começo. Não eram necessárias tantas páginas para fazer isso e devo dizer que quase abandonei a leitura.

Contudo, após a metade, Erin entrou em um ritmo constante e praticamente não consegui largar o livro até concluí-lo. Conforme os fatores foram se desenrolando, a autora inseriu diversas reviravoltas na narrativa e cada virar de página era um tiro. Literalmente.  A ação começou a acontecer e o livro finalmente decolou.

O final foi bastante surpreendente. Erin Beaty inseriu um plot twist que me deixou sem chão, me fazendo querer voltar para o começo do livro e reler tudo, para juntar as pistas. Em momento algum me passou pela cabeça que tal fato era possível e tirei o chapéu para a autora. Simplesmente adorei!

A narrativa foi feita em terceira pessoa, alternando a perspectiva de vários personagens, que  foram muito bem construídos. Sage é uma personagem maravilhosa. Irreverente, sarcástica e com uma personalidade única, ela roubou a cena e me cativou logo de cara. Também gostei muito de Ash Carter e de todo mistério que o ronda. O romance entre eles não foi daqueles que aconteceu à primeira vista. Foi algo gradativo e bem estruturado.

Em suma, O Beijo Traiçoeiro é um bom livro e acho que merece ser lido por vocês. Sendo assim, deixo aqui minha recomendação. É uma obra que vale a pena, apesar do começo monótono. Leiam e se apaixonem!

Beijos e até a próxima!

1 comentários:

  1. Leo!
    Gostei muito de ver que além do romance, há todo um enredo de espionagem, traições, aventura e todo um enredo por traz, além de trazer uma protagonista forte, romântica e que ainda é suspeita de ser espiã, fiquei muito fascinada e quero poder ler.
    Sem contar que a capa é realmente linda!
    Pena que o início tenha sido um tanto lento e arrastado.
    Desejo uma semana de muito amor no coração!
    “Inteligência não é não cometer erros, mas saber resolvê-los rapidamente.” (Bertolt Brecht)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir