22 de setembro de 2017

Tá Na Estante :: 'Volúpia de Veludo' #693

POSTADO POR EM 22 de setembro de 2017

Heeey, gente. Tudo bem??


Hoje vou contar para vocês sobre o terceiro volume de uma série que eu amo e que estou super ansiosa pelo último volume, apesar de que estou com aquele medinho de 'a série vai acabar', sabe? Mas vamos lá!
Livro: Volúpia de Veludo
Série: As Modistas #03
Autora: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Sinopse: Simon Fairfax, o fatalmente charmoso marquês de Lisburne, acaba de retornar relutantemente a Londres para cumprir uma obrigação familiar. Ainda assim, ele arranja tempo para seduzir Leonie Noirot, sócia da Maison Noirot. Só que, para a modista, o refinado ateliê vem sempre em primeiro lugar, e ela está mais preocupada com a missão de transformar a deselegante prima do marquês em um lindo cisne do que com assuntos românticos. Simon, porém, está tão obcecado em conquistá-la que não é capaz de apreciar a inteligência da moça, que tem um talento incrível para inventar curvas – e lucros. Ela resolve então ensinar-lhe uma lição propondo uma aposta que vai mudar a atitude dele de uma vez por todas. Ou será que a maior mudança da temporada acabará acontecendo dentro de Leonie? Volúpia de veludo , terceiro livro da série As Modistas, é uma história de amor envolvente, com personagens femininas fortes e determinadas que transitam com perfeição entre o romantismo e a sensualidade.
Clique aqui e aqui para ler as resenhas dos primeiros volumes.

Leonie Noirot é a caçula das três refinadas e malandras Modistas donas da Maison Noirot. Com o casamento recente de Sophie e a gravidez de Marcelline, a jovem ruiva está tendo que lidar com todos os detalhes da empresa sozinha e isso está lhe cobrando um alto preço. No entanto, certa de que não pode deixar que o sonho de sua pequena família caia por terra, Leonie dedica tudo o que tem para que a Maison permaneça um sucesso.



Seu alvo para a temporada é Lady Gladys, uma jovem nada delicada e nem um pouco por dentro das tendências de moda atual. Ela é prima de Simon Fairfax, o marquês de Lisburne, que acabou de retornar a Londres e já tem uma missão: seduzir a inocente Leonie Noirot. No entanto, de inocente a modista não tem nada e a proximidade de Simon será apenas uma ajuda para que seu plano de conquistar Gladys dê ainda mais certo.

Uma aposta é feita e o alvo torna-se missão: caso Leonie não consiga transformar Gladys na estrela da temporada, terá que passar um tempo substancial ao bel prazer do marquês de Lisburne. Ele, por sua vez, está encantando por Leonie ao ponto de seguir todos os passos da garota e para a Noirot talvez a ideia de passar um tempo ao lado dele não seja tão ruim assim.

Do outro lado da moeda temos Swanton, o primo do marquês de Lisburne que acredita piamente ser um bom poeta e que está sempre rodeado de garotas - as quais piamente acreditam no poder da sua poesia -, tornando-se o alvo da temporada e também o maior pesadelo do nosso casal protagonista.



Simon e Leonie têm as suas próprias batalhas para lutar, mas terão que fazer isso enquanto lidam com a forte atração que vem surgindo entre eles, além de descobrirem uma luta em comum, a qual envolve Swanton e pode manchar o nome da Maison Noirot para todo sempre. Será que cabe um relacionamento em meio a todo esse tumulto?

***

Com uma narrativa envolvente e alucinante, Loretta Chase consegue prender o leitor do início ao fim dessa trama, tornando impossível largar o livro até para respirar. Leonie é a irmã caçula, por isso não tivemos muito contato com ela nos livros anteriores, fazendo com que as descobertas sobre a personalidade dela fossem ainda mais cativantes e surpreendentes.



Os protagonistas são completamente opostos, mas se completam de uma forma única e excepcional. A cena de abertura dá um charme único para o livro e já nos deixa a par de boa parte do que vamos encontrar na história. Simon é um cara descontraído e diferente, riquíssimo e sem muita pretensão de construir uma família. Ele acompanha o primo poeta para todos os lados, mas se vê perdido quando encontra Leonie e pela primeira vez na vida quer se estabelecer em um lugar: ao lado dela.

Leonie não é nem um pouco inocente, mas como uma Noirot poderia ser? A forma ardilosa como a garota pensa e age nos faz até desacreditar que ela seja a irmã mais nova. Todavia, ao mesmo tempo em que tem toda essa carga pesada e madura, Leonie também carrega uma certa inocência na forma de ser, especialmente quando se fala em relacionamento. Cabeça dos negócios, é interessante observar como uma garota tão certinha e centrada é desestabilizada por um homem até então desconhecido.



O principio da trama foca apenas nos nossos protagonistas, o que diferenciou dos volumes anteriores da série. No entanto, Marcelline e Sophie estão muito presentes em pensamentos e a Maison Noirote é palco de grande parte das cenas, deixando o leitor ambientado na St. James Street.

O mistério chave da história foi muito bem desenvolvido, com pistas sendo deixadas desde o começo da trama e se estendendo até o final, quando tudo é revelado. O romance alternativo trouxe uma pegada diferente e eu confesso que fiquei curiosa para saber como esses outros dois personagens terminariam, fiquei bem satisfeita - não vou contar quem são, vai ter que ler para descobrir!



Loretta me tirou do prumo novamente, mas eu não poderia estar mais feliz. A puxada para o quarto e último volume foi ótima e eu mal posso esperar para descobrir o que acontecerá com Lady Clara no seu Romance Entre Rendas. Indico muito essa série para quem curte romance de época e está tentando fugir da mesmice, vale a pena!

***

Me conta aí se você acompanha essa série e o que tá achando dos livros. Não acompanha? Me conta se tem vontade de ler, vou adorar saber!

Beijocas e até a próxima!!!

2 comentários:

  1. Bárbara!
    Não tive oportunidade ainda de ler nada da autora em relação a essa série e acho até interesante o enredo que conta a história das irmãs modistas.
    Uma pena esse livro não ter sido um dos melhores da série, mas ainda é bom, trazendo uma protagonista perfeccista e cheia de amor para dar.
    Pena que não sentiu química entre o casal, para um romance é um erro grave, né?
    A capa é lindíssima!
    “O primeiro passo para a cura é saber qual é a doença.” (Provérbio Latino)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rudy.
      É uma série que eu gosto muito pela descaracterização dos personagens com base nos romances de época que costumo ler. Indico muito ♥
      Um beijo :)

      Excluir