Oi, gente. Tudo bem?

Aqui é o Leo e hoje trago para vocês mais uma resenha dupla, dessa vez com a Barb, que estará representando o Blog Recanto da Mi. O legal dessas resenhas é que, na parte da crítica, vocês podem encontrar a opinião de nós dois sobre o que achamos do livro. Espero que gostem!

Livro: Fera
Autora: Brie Spangler
Editora: Seguinte
Páginas: 386
Sinopse: Dylan não é como a maior parte dos garotos de quinze anos. Ele é corpulento, tem quase dois metros de altura e tantos pelos no corpo que acabou ganhando o apelido de Fera na escola. Quando ele conhece Jamie, em uma sessão de terapia em grupo para adolescentes, se apaixona quase instantaneamente. Ela é linda, engraçada, inteligente e, ao contrário de todas as pessoas de sua idade, parece não se importar nem um pouco com a aparência dele. O que Dylan não sabe de início, porém, é que Jamie também não é como a maioria das garotas de quinze anos: ela é transgênera, ou seja, se identifica com o gênero feminino, mas foi designada com o sexo masculino ao nascer. Agora Dylan vai ter que decidir entre esconder seus sentimentos por medo do que os outros podem pensar, ou enfrentar seus preconceitos e seguir seu coração.

Fera é o primeiro YA escrito pela autora Brie Spangler que traz uma releitura moderna de A Bela e Fera e aborda a importância de não julgarmos as pessoas pela aparência.
Narrado pelo ponto de vista de Dylan, um garoto de 15 anos que vive em conflito com seu próprio corpo, conhecemos a história de um garoto que possui uma aparência diferente dos demais rapazes de sua idade. Medindo quase dois metros de altura e com o corpo coberto de pelos, ele é motivo de piada na escola e coleciona muitos apelidos, sendo mais conhecido como Fera.
Após sofrer um acidente suspeito caindo do telhado, Dylan é obrigado pela mãe a frequentar um grupo de ajuda para adolescentes, local onde ele conhece a linda Jamie e se apaixona quase imediatamente. Jamie é uma garota excepcional, é querida por todos no grupo de apoio e diferente dos demais, parece não se importar com a aparência dele.

“Às vezes não tenho vontade de conversar. Porque quando converso sempre sinto como se estivesse me defendendo. E já estou cansada de pedir permissão para existir.”


Porém Dylan nem imagina que assim como ele, Jamie é uma garota que também foge dos padrões. Ela é transgênera, se identifica com o gênero feminino, no entanto biologicamente nasceu com o sexo masculino. Será que essa descoberta o fará se afastar e omitir o que sente por Jamie justamente para não enfrentar os preconceitos alheios e o próprio? Ou Dylan será leal aos seus sentimentos? Só lendo para saber!
***
LEO: Por possuir um enredo bastante polêmico para nossa atual sociedade, talvez Fera deixe muitos leitores em dúvida sobre conhecer ou não essa leitura, mas já adianto que vale muito se despir de seus preconceitos e embarcar na história de Dylan e Jamie e se encantar nessa jornada repleta reflexões, autoconhecimento, superação e quebra de padrões.
BARB: A maneira como a autora constrói a trama e desenvolve os personagens de forma a fazê-los compreender sua própria luta por aceitação é linda. Os dois protagonistas enfrentarão muitas batalhas e matarão um leão por dia em busca de conquistar o espaço e a felicidade que tanto merecem.
LEO: O mais interessante nessa obra é o alerta ao preconceito e a facilidade com que o ser humano tem em julgar e apontar o dedo para o outro, sem se preocupar com o mal que pode estar fazendo a alguém que já pode estar tão fragilizado devido a tantos julgamentos e repressões.

“Gostaria de poder acordar e ser alguém diferente. Só por um dia.”


BARB: Acredito que a autora poderia ter ido mais a fundo nesse tema, mas o que temos apresentado aqui é perfeito para matar a curiosidade ou mesmo trazer uma reflexão para aqueles que não compreendem o que de fato se passa na cabeça de pessoas que se sentem deslocadas ou diminuídas pela sua aparência física ou por sua sexualidade. Mas será que é preciso refletir tanto para nos colocarmos no lugar do outro?
LEO: Concluindo, Fera é uma leitura reflexiva e apaixonante, que vale a pena ser lida e sentida por abordar temas que esbarram na realidade de muitas pessoas que diariamente precisam enfrentar as consequências de viver em um mundo onde estar “fora da curva” é motivo de julgamento. Que possamos ser aceitos e ter nossas próprias escolhas, independentemente de quais sejam.

Beijos e até a próxima!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

1 Comentário

  • RUDYNALVA
    15 dezembro, 2017

    Oi Leo e Barb!
    Mais uma releitura do conto A Bela e a Fera que tanto amo.
    E que udança feita pelo autor, trazendo a essência da Fera e vários questionamentos que devem mesmo ser discutidos, principalmente entre o público mais jovem, para entender melhor determinadas questões que ocorrem e para discutir a questão do preconceito e da diversidade das relações.
    Um final de semana abençoado!
    “Desejo a você e à sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!” (Priscilla Rodighiero)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!