16 de janeiro de 2018

Livros para ler nas férias

POSTADO POR EM 16 de janeiro de 2018

Oi, gente. Tudo bem?


Janeiro chegou na metade, mas as férias estão só começando. Pensando nisso, separei algumas dicas de leitura para vocês conferirem nessa época tão tranquila. Vamos conferir?!



Livro: As Grandes Aventuras de Daniella
Autora: L. L. Alves
Editora: Arwen
Páginas: 242
Sinopse: Bom, o que eu tenho a dizer sobre esta história maluca que estou prestes a contar? É simples: vocês não vão acreditar. Sério mesmo. Vai parecer loucura, com minha boca suja, dois pés esquerdos, noites inusitadas e quilinhos a mais (muito mais, mas não vamos entrar em detalhes...). Mas vou fazer o quê? É a verdade. E eu vou contar para vocês porque... Sei lá. Na verdade, eu nem devia estar contando, alguns de vocês vão se chocar. Ainda está aqui? Bom, o risco é todo seu. Prepare-se. Ah, é verdade, esqueci de me apresentar (típico). Meu nome é Daniella Fagundes, vinte e oito anos, namoro com o Thiago há dois anos e posso dizer que tudo está mais que perfeito! (xi, exagerei agora, né?). Também adoro comer e sou diferente de qualquer outra mulher que já tenha contado sua história para vocês. Por quê? Porque sou uma daquelas mulheres conhecida como gordinha. Sabe como é? Eles não se referem a mim como a sagaz Daniella ou a superconfiante Daniella. Sou apenas a gordinha do grupo. Sempre tem que ter um, não é? Bom, é isso aí, acho que deu para entender. Afinal, vocês estão prestes a conhecer as minhas aventuras de autoconhecimento e de... Comece a ler, ué. Não quer perder um segundo, quer?

Nas férias tudo que a gente quer é relaxar e se divertir, certo? E para isso As GRANDES Aventuras de Daniella é uma boa pedida. Quem acompanha o blog há bastante tempo já me viu indicando ele por aqui. L. L. Alves tem uma escrita que te prende logo de cara e sabe bem como dosar coisa séria com comédia. Aqui vamos conhecer uma protagonista acima do peso que precisa lidar com vários dilemas da vida adulta, incluindo um emprego na mesma empresa do namorado, onde vai aprontar diversas confusões. Vale muito a pena!

Livro: À Primeira Vista
Autores: David Levithan & Nina Lacour
Editora: Galera Record
Páginas: 294
Sinopse: Esqueça amor à primeira vista. Esta é uma história de amizade à primeira vista... ou quase. Mark e Kate são da mesma turma de cálculo, mas nunca trocaram uma única palavra. Fora da escola, seus caminhos nunca se cruzaram... Até uma noite, em meio à semana do orgulho gay de São Francisco. Mark, apaixonado pelo melhor amigo — que pode ou não se sentir do mesmo jeito —, aceita o desafio que mudará sua vida. E sobe no balcão do bar em um concurso de dança um pouco diferente. Na plateia, Kate, fugindo da garota que ela ama a distância por meses e confusa por não se sentir mais em sintonia com as próprias amigas, se encanta pela coragem e entrega do rapaz. E decide: eles vão ser amigos. Em meio a festas exclusivas, fotógrafos famosos, exposições em galerias hypadas, essa ligação se torna cada vez mais forte. E Mark e Kate logo descobrem que, em muito pouco tempo, conhecem um ao outro melhor que qualquer pessoa. Uma história comovente sobre navegar as alegrias e tristezas do primeiro amor... uma verdade de cada vez.

À Primeira Vista se passa em São Francisco em plena Semana do Orgulho. Aqui vamos conhecer a história de Mark e Kate, dois colegas de escola que nunca se falaram, mas acabam se tornando amigos após uma situação inusitada. Aos poucos, um vai conhecendo os medos e anseios dos outros e ajudando-se a enfrentá-los. Acho que férias e amizade super combinam e essa é uma história que vai te fazer refletir sobre diversos assuntos. Resenha aqui.

Livro: O Verão que Mudou Minha Vida
Série: Verão (#01)
Autora: Jenny Han
Editora: Galera Record
Páginas: 288
Sinopse: Não é novidade o amadurecimento e a difícil passagem para a vida adulta ser tema de livros, filmes, músicas. Mas é raro o período ganhar uma versão literária com tanta sensibilidade. Jenny Han trabalhou como vendedora de livros infantis e, ainda, como bibliotecária em um colégio para jovens da elite do Upper West Side. Essas experiências serviram de base para entender melhor seus personagens e seu público. Sua sintonia com eles é impressionante. E transparece em O verão que mudou minha vida, primeiro livro de uma trilogia que conquistou público e crítica ao acompanhar o súbito despertar sexual e emocional de três amigos: Jeremiah, Conrad e Isabel. Aos 15 anos, Belly mede sua vida em verões. Tudo de bom, tudo de mágico acontece entre os meses de junho e agosto. O inverno é apenas um hiato, um intervalo longe dos sonhos de menina e os primeiros devaneios de mulher. É no verão que a família divide uma casa com a melhor amiga de sua mãe, Susannah e seus dois filhos: Jeremiah e Conrad. Para Belly, irmãos, paqueras e um infinito entre uma coisa e outra. Mas eles a enxergam apenas como uma espécie de irmã postiça, a caçula do amigo Steven. Até o verão em que tudo muda. Um terrível e maravilhoso verão que tudo transformou. Mas, curiosamente, deixou as coisas como sempre deveriam ter sido. Jeremiah passa a ver Belly com outros olhos. Mas é com o distante e sisudo Conrad que Isabel sonha, enquanto tem suas primeiras experiências no mundo do romance com Cam, também em férias no local. Jenny Han equilibra realisticamente a ingenuidade de Belly com a percepção que chega com a maturidade. O primeiro encontro, beijos roubados e a noção de férias como um momento diferente, separado do tempo e espaço fazem deste um romance sensível e único.
Jenny Han é uma das minhas autoras queridinhas e acho que o clima da trilogia Verão super combina com férias. Nessa série vamos conhecer Belly, uma garota que vai passar todos os seus verões com a melhor amiga da mãe e seus dois filhos, Jeremiah e Conrad. Nesse verão, Belly amadureceu e passou de irmãzinha caçula postiça para uma mulher desejada, o que vai abalar as estruturas dos irmãos. Com um cenário repleto de sol, praia e muita festa, essa história tem tudo para entreter o seu verão!

Livro: Obsidiana
Série: Lux (#01)
Autora: Jennifer L. Armentrout
Editora: Valentina
Páginas: 320
Sinopse: Começar de novo é um saco. Quando a gente se mudou para o interior, bem no início do último ano do colégio, eu já vinha me preparando para o sotaque caipira, o tédio, a internet lenta e um monte de chatices... Até dar de cara com o meu vizinho gato, alto de dar tontura e com intimidantes olhos verdes. Hummm... os prognósticos estavam melhorando. Até que... ele abriu a boca. Daemon é irritante. Arrogante. Dá vontade de matar. A gente não se dá bem. Não mesmo. Mas, quando um caminhão quase me transforma em panqueca, o garoto literalmente congela o tempo com um aceno de mão e aí, bom, algo inesperado acontece. O alien gato (meu vizinho) me deixa com um rastro. Você me ouviu bem. Alien! A verdade é que ele e a irmã têm uma galáxia de inimigos que querem roubar seus poderes. O rastro que deixou em mim brilha como lua cheia, e isso não é nada bom. O único jeito de sair viva dessa é ficar colada em Deamon, até a magia alienígena desaparecer. Quer dizer, isso se eu não matar o cara primeiro.

Eu falei recentemente da Saga Lux por aqui e não podia deixar de indicá-la nesse post. Eu amo romances sobrenaturais e Obsidiana foi meu primeiro contato com alienígenas. Claro que já li outras histórias com seres de outros planetas, mas não da forma aqui apresentada. Kathy mudou-se de cidade para reconstruir sua vida ao lado da mãe e conheceu seu vizinho estupidamente irritante e incrivelmente sexy. Os dois não se batiam, mas logo uma atração inegável apareceu e Kathy descobriu que Daemon é um alienígena, vejam só. Esse é o tipo de leitura gostosa a se fazer e eu com certeza recomendo toda a série para vocês, lembrando que o quarto volume foi lançado recentemente pela Valentina. Resenhas aqui, aqui e aqui.

Livro: Os 27 crushes de Molly
Autora: Becky Albertalli
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Sinopse: Molly já viveu muitas paixões, mas só dentro de sua cabeça. E foi assim que, aos dezessete anos, a menina acumulou vinte e seis crushes. Embora sua irmã gêmea, Cassie, viva dizendo que ela precisa ser mais corajosa, Molly não consegue suportar a possibilidade de levar um fora. Então age com muito cuidado. Como ela diz, garotas gordas sempre têm que ser cautelosas. Tudo muda quando Cassie começa a namorar Mina, e Molly pela primeira vez tem que lidar com uma solidão implacável e sentimentos muito conflitantes. Por sorte, um dos melhores amigos de Mina é um garoto hipster, fofo e lindo, o vigésimo sétimo crush perfeito e talvez até um futuro namorado. Se Molly finalmente se arriscar e se envolver com ele, pode dar seu primeiro beijo e ainda se reaproximar da irmã. Só tem um problema, que atende pelo nome de Reid Wertheim, o garoto com quem Molly trabalha. Ele é meio esquisito. Ele gosta de Tolkien. Ele vai a feiras medievais. Ele usa tênis brancos ridículos. Molly jamais, em hipótese alguma, se apaixonaria por ele. Certo? Em Os 27 crushes de Molly , a perspicácia, a delicadeza e o senso de humor de Becky Albertalli nos conquistam mais uma vez, em uma história sobre amizade, amadurecimento e, claro, aquele friozinho na barriga que só um crush pode provocar.

Quem nunca teve um crush nas férias que atire a primeira pedra! Ao longo da sua vida, Molly já teve 26, mas nunca beijou um garoto. E agora, no seu primeiro emprego, talvez ela esteja conhecendo o crush de número 27... Os livros de Becky Albertalli são sempre uma boa pedida, mas Os 27 Crushes de Molly é com certeza meu favorito dela. Aqui a autora criou uma trama leve e descontraída, onde temos toda uma questão de aceitação - uma protagonista gorda, filha de um casal lésbico, com uma irmã lésbica - misturada com uma boa dose de comédia. É o tipo de leitura que eu gosto de fazer quando tenho tempo livre e com certeza recomendo pra todo mundo!

Livro: Quinze Dias
Autor: Vitor Martins
Editora: Globo Alt
Páginas: 208
Sinopse: Felipe está esperando por esse momento desde que as aulas começaram: o início das férias de julho. Finalmente ele vai poder passar alguns dias longe da escola e dos colegas que o maltratam. Os planos envolvem se afundar nos episódios atrasados de suas séries favoritas, colocar a leitura em dia e aprender com tutoriais no YouTube coisas novas que ele nunca vai colocar em prática. Mas as coisas fogem um pouco do controle quando a mãe de Felipe informa que concordou em hospedar Caio, o vizinho do 57, por longos quinze dias, enquanto os pais dele estão viajando. Felipe entra em desespero porque a) Caio foi sua primeira paixãozinha na infância (e existe uma grande possibilidade dessa paixão não ter passado até hoje) e b) Felipe coleciona uma lista infinita de inseguranças e não tem a menor ideia de como interagir com o vizinho. Os dias que prometiam paz, tranquilidade e maratonas épicas de Netflix acabam trazendo um turbilhão de sentimentos, que obrigarão Felipe a mergulhar em todas as questões mal resolvidas que ele tem consigo mesmo.

Quinze Dias se tornou um dos meus queridinhos e não canso de indicar essa história. Assim como em Os 27 Crushes de Molly, esse livro vai tratar de aceitação e gordofobia, mas com um belo romance entre dois garotos. A história de Felipe e Caio me cativou logo nas primeiras páginas e sou completamente apaixonado pela escrita do Vitor. A história deles se desenvolve quando Caio vai passar as férias de julho na casa de Felipe, mas os dois não são amigos há anos e o Lipe nutre um certo crush por seu vizinho desde a infância.Como lidar com suas inseguranças quando seu crush está ali, dormindo a poucos metros de você? O livro é bem curtinho, mas te deixa completamente imerso e eu super recomendo! Resenha aqui.

Livro: A Rainha da Fofoca
Série: A Rainha da Fofoca (#01)
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 432
Sinopse: Lizzie Nichols é uma jovem recém-formada com um grande problema: não consegue ficar de boca fechada. Depois da formatura, parece que tudo vai entrar nos eixos para Lizzie. Quando pegar o diploma ela estará livre para férias merecidas ao lado do namorado inglês — em Londres, é claro. Mas as coisas não saem como planejadas. Lizzie descobre que ainda tem uma monografia pela frente e quando desce em solo britânico percebe que o namorado não é exatamente como ela lembrava — e daí que eles se conheceram há apenas 3 meses? Mas isso não é tudo. Mesmo em terras estrangeiras, Lizzie continua com o hábito de não ficar de boca fechada e se mete em confusão. Agora ela está presa em um país estranho com uma passagem que não pode ser trocada nem ressarcida. Para sua sorte, existe Shari, sua melhor amiga, que a convida para ir para a França, onde está trabalhando com o namorado, Chaz, ajudando na organização de casamentos em um castelo do século XVIII. Lizzie não perde tempo. Embarca em um trem a caminho de Souillac, já sonhando com um belo entardecer no lindíssimo Château Mirac, que a propósito é propriedade de Jean-Luc, amigo de Chaz e um gato. Mas lá, graças a sua incrível habilidade de não fechar a boca, Lizzie apronta novamente. Assim que a primeira rolha de champanhe estoura, o dono da casa já a odeia e a noiva está em lágrimas. Para completar, como se tudo já não estivesse bem ruim, seu ex-namorado, Andrew, aparece em busca de um “ponto final” no relacionamento (ou pelo menos de um empréstimo), ameaçando estragar tudo, inclusive a chance de Lizzie encontrar um amor de verdade... A menos que ela consiga descobrir um jeito de usar sua boca grande para salvar o dia.

Por fim, mas não menos importante, preciso indicar algo da minha autora favorita. Meg Cabot me conquistou logo que li seu primeiro livro e desde então só me apaixono mais por ela. E, de todos que li até então, a trilogia A Rainha da Fofoca é minha favorita. Nesse livro vamos conhecer a história de Lizzie Nichols. Ela acabou de se formar em história da moda e gastou o pouco dinheiro que tinha para visitar o namorado em Londres. Só que o cara se mostra um verdadeiro idiota e Lizzie se vê indo pra Paris, onde sua melhor amiga está passando as férias com o namorado. Lá, Lizzie vai conhecer Jean-Luc, um francês gatíssimo e vai se encantar por ele. Mas ela tem um sério problema: a garota não consegue ficar de boca fechada e vai se meter em diversas confusões!

Beijos e até a próxima!

2 comentários:

  1. Adorei suas indicações, Leo!
    Nunca li nenhum dos livros citados, mas já ouvi falar de alguns e morro de curiosidade... Um dia tomarei coragem, comprarei e lerei! Aí eu volto aqui e conto o que eu achei hahah.

    xoxo
    Fora do Contexto

    ResponderExcluir
  2. Aaah Leo, meu amor ♥ Obrigada por indicar As Grandes Aventuras de Daniella *-* A Dani realmente consegue tirar umas risadas dos leitores, né? Obrigada pelo apoio de sempre, querido! Btw, adorei as demais indicações. Tem vários da lista que tenho vontade de ler (e agora fiquei ainda mais curiosa, porque tu indicou hehe) <3
    Beijão

    ResponderExcluir