OLÁ, AMIGOS! Tudo bem com vocês?

Só escute é um livro que trata de temas delicados e personagens profundamente humanos e eu tenho algumas coisinhas para falar sobre essa obra.

LIVRO: Só Escute
AUTORA: Sarah Dessen
EDITORA: Companhia de Letras
PÁGINAS: 352
SINOPSE: Para encarar a verdade, você precisa estar disposta a ouvi-la. Ano passado, Annabel era a típica “garota que tem tudo” — inclusive era esse o papel que interpretava no comercial de uma loja de departamentos da cidade. Este ano, porém, ela é a garota que não tem nada: não tem mais a amizade de Sophie; não tem uma família feliz desde a descoberta do distúrbio alimentar de uma de suas irmãs; e não tem ninguém com quem passar a hora do almoço na escola. Até conhecer Owen Armstrong. Alto, misterioso e obcecado por música, Owen é um garoto que vivia se metendo em brigas, mas agora está tentando mudar. Um de seus novos lemas é sempre falar a verdade, não importa qual seja, e jamais guardar ressentimentos. Será que com a ajuda desse amigo inesperado Annabel vai conseguir encarar a verdade e enfrentar o que aconteceu na noite em que brigou com Sophie?

Annabel tem a vida perfeita, é popular e é perfeita, ao menos é o que a sua vida externamente mostra. Ela vive uma outra realidade e sente-se cada vez mais desconectada desses seus segredos. E quando ela é pega em uma situação comprometedora com o namorado da melhor amiga, as pessoas começam a julgá-la erroneamente e ela busca refugio em sua casa, só que as coisas não poderiam estar pior. 
Há uma distância entre as suas irmãs, uma delas está sofrendo de distúrbio alimentar e sua mãe está sofrendo de depressão, Annabel acredita que os seus problemas não são tão grandes a ponto dela colocar em questão para eles.
Com Owen, ela encontrará esse conforto. Ele é um rapaz problemático que busca melhorar seu comportamento através de um programa de controle de raiva. Através dele, o rapaz aprende que controlar a sua opinião ajuda muito nesse seu comportamento explosivo, então, ele descobre a beleza por trás de ser sincero com o próximo, sempre. 
Logo, pequenas verdades mal ditas, que podem magoá-lo, não afetam. Ele vê tudo sob uma ótica critica e conversa com Annabel. Owen e Annabel têm muito a aprender um com o outro, e através da música, para que caminhos a história deles seguirão?

Meu primeiro contato com Sarah Dressen foi no livro Aquele Verão. É um livro pequeno que, torna-se gigante, por conta da escrita da autora. Isso é bom e ruim. Primeiro, porque ela consegue pegar qualquer tipo de conteúdo e dar conteúdo em poucas páginas. O lado ruim disso é que não é difícil a leitura tornar-se cansativa logo no começo. 
Sarah sabe adornar clichês a temas distintos. Consegue trazer para seus personagens problemas de todos os tipos de aspecto e cria um dialogo entre os personagens e o público sem soar como um manifesto.
Aqui, ela trata de distúrbio alimentar, depressão e estupro. Não é um livro fácil de ler, mas se você conseguir prosseguir com a leitura, no final, você se sente encantado com a delicadeza e dureza adornada na escrita da autora. Ela consegue mostrar como a família não enxerga o problema ou como um corpo magro é adorado independente de como ele foi conquistado. As pessoas não veem o distúrbio alimentar como uma doença. As pessoas não entendem a lutar de uma pessoa que sofreu abuso sexual. É um caminho solitário muito bem contado pela autora.
Os personagens de Sarah não são perfeitos. Todo escritor deveria tirar um tempinho para ler qualquer livro da autora. Ela sabe como retratar brilhantemente um ser humano. Sabe como contar uma história familiar. Sabe como tocar na ferida e ser didática, como também, empática.
Como eu disse, a escrita de Sarah, em alguns momentos, pode soar cansativa e muito cheia de detalhes, mas são esses detalhes que tornam a história única, impactante e emocional. Esse livro é uma libertação seja dos seus segredos, seja dos seus sentimentos. Recomendo para todos aqueles que buscam liberar os seus corações das amarras da vida.

XOXO!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

1 Comentário

  • RUDYNALVA
    12 janeiro, 2018

    Bárbara!
    Os livros da autora sempre trazem grandes reflexões para o cotidiano de nossa realidade, talvez porque aborde problemas tão reais que as personagens e enredo tornam-se críveis de forma incontestável.
    E tem um pouquinho de tudo, inclusive de música, deve ser um ótimo livro.
    Novo Ano repleto de realizações!!
    “Que a paz, a saúde e o amor estejam presentes em todos os dias deste novo ano que se inicia. Feliz Ano Novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!