Olá, pessoas. Tudo certo?

Aqui é a Scheila, do Blog Guardiã da Meia-noite, e estou vindo ao SEA hoje à convite da Barbara para falar sobre um romance de época que li recentemente e se tornou um dos meus favoritos. Vamos conferir?!

Livro: Um Acordo de Cavalheiros
Autora: Lucy Vargas
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 350
Sinopse: Um romance sensual e arrebatador repleto de intrigas, morte e desejo. Tristan Thorne, o Conde de Wintry, não é um homem para brincadeiras. Com uma vida de segredos, amado e odiado na sociedade, ele não é o parceiro ideal para uma dama. Dorothy Miller não sabe o que há por trás de suas motivações, apenas que ele é bastante intenso. Os jornais dizem que ele bebe demais, joga demais e ama escandalosamente. E até mata. Como uma dama determinada a ser dona do próprio destino como Dorothy Miller acaba em um acordo com um homem como Lorde Wintry? Você teria coragem de guardar um segredo com o maior terror dos salões londrinos? Lembre-se: Nunca faça acordos com ele, pois o conde sempre volta para cobrar.

Com uma narrativa sensual, intensa e completamente arrebatadora, não tem como não cair de amores pelos romances de época de Lucy Vargas. Dorothy e Lorde Wintry sacudiram Londres e o meu coração em cada capítulo de Um Acordo de Cavalheiros! Estou apaixonada por este libertino encantador!!
Dorothy é uma dama exemplar. Educada e recatada, Dot é a perfeição em forma de mulher. Aos 26 anos, ela não pensa em se casar. Embora seja dotada de todas as qualidades e virtudes procuradas pelos melhores cavalheiros de Londres, sua missão é encaminhar a prima Cecília e, a partir daí, poder encontrar meios de viver sua vida sem ser necessário sucumbir às rédeas de um marido.
Tristan Thorne é o infame Conde de Wintry. Lindo, elegante, sagaz e completamente despudorado, sua fama o precede.Mas o libertino terror dos corações de Londres, vê na dama exemplar mais facetas do quê em um diamante e após uma noite completamente inusitada, um acordo selará o destino de ambos.

Com uma narrativa coesa, fluída e envolvente, Lucy vai tecendo uma trama maravilhosamente sexy e muito divertida. Completamente ambientado na Londres do século XIX, realmente durante a leitura me pareceu estar frequentando a sociedade da época.
As roupas, costumes e eventos, os chás, danças e sabores, foi tudo tão encantador, envolvente e intenso que realmente me senti em Londres junto com Dot e Cecília em busca dos melhores partidos. Os cenários foram muito bem descritos com uma riqueza de detalhes encantadora.
Dot é uma mulher muito forte e convicta de suas opiniões. Mesmo que a sociedade da época não permita, ela nunca irá sucumbir aos demandes das matriarcas ou de algum marido por conveniência. Adorei a forma como Lucy Vargas retratou o devasso Conde de Wintry!  E esse com certeza é um personagem inesquecível , que ficará por um bom tempo na mente e com certeza para sempre no coração das leitoras.
O Conde por sua vez, é muito mais que um libertino. Um homem inteligente, justo e completamente apaixonado pelos prazeres da vida. Tristan retornou a Londres com uma missão, mas além disso, também encontrou um desafio à sua altura e, juntos, ele e Dot alcançarão a liberdade tão almejada, mesmo que entre quatro paredes.
Os diálogos de Um Acordo de Cavalheiros são muito bem elaborados, tornando a narrativa muito dinâmica e fluída e as discussões acaloradas e inteligentes de Dot, seja com Tristan ou com quem for, dão velocidade e ritmo ao livro.
Com uma pitada de mistério, drama, suspense, humor e erotismo, este livro cativa completamente aos fãs do gênero. A capa ficou adorável, revisão impecável e todo um trabalho gráfico primoroso. Um Acordo de Cavalheiros com certeza foi um dos meus favoritos de 2017!
Até qualquer hora!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

2 Comentários

  • RUDYNALVA
    07 janeiro, 2018

    Scheila!
    Realmente é um romance inusitado no quesito de como se iniciou, a Lucy soube ser criativa e inovar, ainda mais com uma roupagem mais contemporânea, mesmo sendo um romance do século XIX, quero dizer, ambientado nessa época.
    Acabei de ler Nove regras a ignorar antes de se apaixonar, onde a protagonista tm 28 anos e ainda não casou, o que é raro para a época e também é o debu da irmã mais nova, mas as semelhanças param por aí, mais ou menos, tem ooutras coisas parecidas, mas não iguais…
    Quero ler com toda certeza.
    Desejo Um domingo fabuloso e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Chega de velhas desculpas e velhas atitudes! Que o ano novo traga vida nova, como o rio que sai lavando e levando tudo por onde passa.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

  • Raissa Novaes
    07 janeiro, 2018

    Olá!
    Esse livro está na minha meta de leitura do ano. Estou muito ansiosa para conhecer as histórias da autora 🙂
    Adorei saber mais sobre a história e os personagens. Como amo romances de época, acho que não vou me arrepender.
    Beijos!

    Books & Impressions