17 de abril de 2018

Tá Na Estante :: 'Serafina e a Capa Preta' #776

POSTADO POR EM 17 de abril de 2018

Oi, gente. Tudo bem?


Recentemente concluí a leitura de um dos últimos lançamentos da editora Valentina e hoje vim contar pra vocês o que achei sobre essa obra em questão, que é o primeiro volume de uma série. Vamos conferir?!
Livro: Serafina e a Capa Preta
Série: Serafina (#01)
Autor: Robert Beatty
Editora: Valentina
Páginas: 240
Sinopse: Serafina nunca teve motivos para desobedecer ao seu pai e se aventurar além da Mansão Biltmore. Há espaço de sobra para ser explorado naquela casa imensa, embora ela precise tomar cuidado para jamais ser vista. Nenhum dos ricaços lá de cima sabe da existência de Serafina; ela e o pai, o responsável pela manutenção das máquinas, moram secretamente no porão desde que a garota se entende por gente. Mas quando as crianças da propriedade começam a desaparecer, somente Serafina sabe quem é o culpado: um homem aterrorizante, vestido com uma capa preta, que espreita pelos corredores de Biltmore à noite. Após ela própria ter conseguido – depois de uma incrível disputa de habilidades – escapar do vilão, Serafina arriscará tudo ao unir forças com Braeden Vanderbilt, o jovem sobrinho dos donos de Biltmore. Braeden e Serafina deverão descobrir a verdadeira identidade do Homem da Capa Preta antes que todas as crianças... A busca de Serafina a levará ao interior da mesma floresta que tanto aprendeu a temer. Lá, descobrirá um esquecido legado de magia, que tem relação com a sua própria origem. Para salvar as crianças, Serafina deverá procurar as respostas que solucionarão o quebra-cabeça do seu passado.
O ano é 1899. O pai de Serafina ajudou anos antes na construção da Mansão Baltimore e hoje trabalha como mecânico das máquinas da propriedade. Ele e a filha moram escondidos no porão da casa, tentando ao máximo não serem notados. Por isso, já  com doze anos, Serafina troca a noite pelo dia e se aventura nas madrugadas, caçando roedores que querem avariar os mantimentos dos Vanderbilt.

Certa noite, Serafina está em uma de suas caçadas quando presencia um ato maligno. Um homem de capa preta está perseguindo uma menina de vestido amarelo. Os instintos de Serafina dizem que ela deve ajudar a garota e ela até tenta, mas falha. Após isso, Serafina se vê como alvo do misterioso homem e usa todo seu conhecimento da planta da propriedade para escapar.

Foto por Resenhando Sonhos


Na manhã seguinte, Serafina tenta alertar o pai sobre os perigos que rondam Baltimore, mas é desacreditada por ele. Revoltada, ela vai investigar os pisos superiores da mansão e percebe uma comoção, em busca da menina que ela viu desaparecer. E é aí que seu destino se cruza com o de Braeden Vanderbilt. 

Braeden é sobrinho dos donos de Baltimore e  prefere passar seu tempo com os cavalos e seu cachorro, Gideão, do que interagindo com as outras crianças que ali vivem. Ele sabe que o que levou a menina de vestido amarelo também foi responsável pelo sumiço de outra menina tempos antes. Com o auxílio de Serafina, ele vai investigar os desaparecimentos.

Contudo, o buraco é bem mais embaixo. Enquanto tenta averiguar suas informações, Serafina vai se ver confrontando seu passado em meio à floresta, que ela foi ensinada pelo pai a temer e manter distância. Será que a menina vai conseguir enfrentar o mal que a cerca? E qual será a influência disso em quem ela é?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Assim que recebi meu exemplar dessa obra, resolvi passá-la na frente da meta de leitura. Por ser um livro curto, voltado  para o público jovem, pensei que teria uma narrativa fácil e fluida, mas não foi muito bem o que aconteceu. Fui esperando uma coisa e encontrei outra. E não é que isso foi bem mais interessante?!

A escrita de Robert Beatty demorou a me prender. O livro é narrado em terceira pessoa, acompanhando a perspectiva de Serafina. Nossa protagonista é uma garota "fantasma", que não pode interagir com mais ninguém na mansão além de seu pai. Por conta disso, boa parte do livro são seus pensamentos e ideias, com poucos diálogos, o que deixou tudo um tanto arrastado.

Porém, não pensem que isso é um problema. Depois que você se acostuma, Beatty vai te cativando e te fazendo torcer pela protagonista, que é uma garota inteligente, brilhante e muito corajosa. Amei o jeito com que ela enxerga a vida e observa aqueles que a rodeiam. Serafina é boa na arte de se esconder - e caçar ratos -, mas também é muito boa em interpretar pessoas.

Foto por Resenhando Sonhos


O livro se passa no final do século XIX e é muito bem ambientado. Somando isso com todo o contexto mágico da obra, temos uma combinação sensacional. Sabe aquelas histórias bem Sessão da Tarde, mas com um bom desenvolvimento e um vilão muito bem elaborado? É isso que Serafina e a Capa Preta representa pra mim.

Falando em vilão, o Homem da Capa Preta foi uma grande incógnita pra mim no começo. Serafina presenciou um ataque dele e demorou um bom tempo pra ele aparecer novamente. Tempo este que o autor preencheu com questões sobre o passado da menina e o desenvolvimento de sua relação com Braeden. Mas depois da metade, o vilão mostrou todo seu potencial.

O final foi um tanto previsível, mas muito bem colocado, deixando um bom gancho para a continuação. O segundo livro se chama Serafina and the Twisted Staff e já foi lançado lá fora. Estou curioso acerca desse próximo volume e espero que a Valentina não tarde em lançá-lo aqui no Brasil.

Por fim, Serafina e a Capa Preta é um livro mágico, repleto de aventuras e que pode cativar muitas pessoas. Deixo aqui minha recomendação para vocês e espero que se arrisquem na leitura.

*Resenha postada originalmente por mim no Blog Guardiã da Meia-Noite. 

Beijos e até a próxima!

1 comentários:

  1. Esse livro chama tanto a atenção,seja pela edição linda da editora como por resenhas como a sua. Ele vai pra lista e estou já ansiosa sem nem ter lido esse pelo segundo, a doida aqui! rsrsrs

    http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir