25 de junho de 2018

Tá Na Estante :: 'Um Segredo Doce e Amargo' #794

POSTADO POR EM 25 de junho de 2018

Olá, pessoal!


Que tal descobrir um segredo, literalmente, doce e amargo?
Livro: Um Segredo Doce e Amargo
Autora: Barbara Delinsky
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 392
Sinopse: No passado, um segredo separou duas amigas. Agora, ele pode uni-las. Um romance sobre amor e redenção da autora best-seller Barbara Delinsky. Charlotte e Nicole um dia foram melhores amigas, passando memoráveis verões juntas em uma ilha no Maine. No entanto, muitos anos e muitos segredos as mantiveram separadas. Ao aceitar escrever um livro sobre a culinária local, Nicole convida a velha amiga, agora uma escritora de sucesso, para trabalharem juntas. Por mais que a ilha resgate a emoção dos velhos tempos, quando Charlotte percebe que a verdade pode salvar o marido de Nicole, ela precisa enfrentar seus fantasmas e sofrer as possíveis consequências que a honestidade pode trazer. Corações vão se abrir sob as estrelas e segredos há muito esquecidos flutuarão na suave brisa marinha.
A distância e os segredos afastaram Charlotte e Nicole, melhores amigas, por algum tempo. Contudo, quando a oportunidade de escrever um livro de culinária surge, Nicole convida Charlotte para fazer parte deste momento com ela. A primeira mantém um blog de culinária e a segunda se tornou uma escritora itinerante, viajando pelo mundo para conhecer histórias e ter a possibilidade de contá-las. A escrita pode unir as duas novamente na ilha onde passaram anos incríveis, repletos de cumplicidade. 

Entretanto, será que Quinnipeague pode fazer ressurgir o laço que as unia? Charlotte e Nicole podem superar as feridas do passado?

Charlotte e Nicole são completamente diferentes e, apesar disso, o vínculo que liga as duas é intenso. Charlotte, mesmo guardando um segredo, é aventureira e divertida, uma cosmopolita; Nicole, no entanto, é mais reservada e ama incondicionalmente Julian, seu marido. Quando a primeira aceita o convite da amiga para escrever um livro, aquilo parece ser o momento certo para ambas se reaproximarem, mas também para que Charlotte tenha a oportunidade de se livrar dos segredos do passado.

O livro é narrado em terceira pessoa, com o foco alternando-se entre Charlotte e Nicole. Ainda assim, o leitor tem a possibilidade de conhecer também Julian, que é médico e sofre com esclerose múltipla, além do medo de ter que se afastar de sua profissão, de ser criticado e banido, de ter que conviver com o olhar penoso das pessoas, especialmente seus dois filhos, ambos do primeiro casamento. Além dele, conhecemos também o misterioso Leo Cole, o guardião das famosas ervas da ilha, um homem recluso e que também esconde seus próprios segredos.

"Mas Charlotte sabia de uma coisa que Nicole não sabia. Sabia de algo que Julian não sabia. Se tivesse que contar, o dano seria catastrófico."

Por isso, a história vai além da amizade de Charlotte e Nicole, o que leva o leitor a perceber que, na verdade, há mais de um segredo, pois cada personagem mantém uma parte de si escondida. Além disso, a narrativa é extremamente sensorial, especialmente porque a culinária e as belezas de Quinnipeague são muito presentes na história. É possível imaginar com perfeição a ilha e as ervas locais. Para quem gosta de vivenciar esse tipo de experiência, a leitura deste livro com certeza permitirá isso. 

No entanto, o aspecto mais importante da história, ao menos para mim, foi analisar Charlotte e Nicole. A primeira parecia completamente feliz e satisfeita com a vida que levava, mas vivia imersa na solidão, buscando uma maneira de se sentir pertencente a algo. Nicole, por sua vez, vivia à sombra de Julian.

Mesmo com a doença dele e as justificativas plausíveis para que o homem vivesse imerso em seus próprios medos, lutando para afastar todo mundo de si, achei que Nick esquecia muito das suas próprias vontades, às vezes parecendo que queria uma aprovação do marido, montando um esboço de uma vida perfeita que, na verdade, ilustrava apenas a tristeza com a doença e também a solidão.

Assim, ao longo das páginas, percebi que Charlotte e Nick na verdade, intrinsecamente, eram bem parecidas. Ambas queriam fugir e, ao mesmo tempo, reencontrar o que achavam nunca ter tido. O livro expõe muito sobre a importância de um "mergulho interior".

"— Todos nós temos segredos"

Quanto aos personagens masculinos, o Julian não me cativou muito, confesso. Ele é centrado, um exímio profissional, mas por algum motivo fiquei com a impressão de que ele achava que nada de ruim deveria alcançá-lo. Uma ironia porque, com a doença, a carreira dele poderia não ser mais a mesma e sofrer os impactos. Julian queria manter o controle de tudo, inclusive da doença, e acho que foi isso que me fez perceber depois o quanto ele era humano, com medos e imerso na incerteza.

Leo Cole, por outro lado, é um homem solitário, que se esconde na ilha, mas que guarda dolorosas lembranças do passado e segredos do presente, revelando posteriormente para Charlotte quem é. O romance entre eles é intenso e excitante e há algo inexplicavelmente encantador em Leo. O grande detalhe é que, assim como para Charlotte a escrita é algo importante, para ele também. 

"Uma vez afastada a criança, pusera a raiva de lado e tocara a vida. Agora, tudo voltava."

Mas, quanto ao segredo principal e que envolve Nick e Charlotte, o que posso dizer é que ele nos faz ter diferentes sensações e emoções. Mesmo com a atitude de Charlotte, é impossível odiá-la. Ao seu modo, ela também sofreu com o que ocorrera, sentiu o peso de suas atitudes e se afastou de uma das pessoas que mais amava. Para manter o segredo que poderia magoar Nicole, Charlotte acabou fugindo. 

Obviamente, para descobrir o segredo você terá que ler o livro, mas adianto que é algo que afeta a vida de Nick, Charlotte e também a de Julian. As convicções de todos eles serão abaladas e, somado a isso, vamos acompanhando o desfecho e as decisões de cada um a partir de um segredo que é, literalmente, doce e amargo. Para quem gosta de histórias que nos inundam com diferentes sensações, este livro precisa ir para a lista de leitura urgente.

                                                  Um grande beijo e até a próxima!
***
Este post é válido para o Comentário Premiado.
Clique aqui para mais informações.

1 comentários:

  1. Não fiquei tão atraída pela história quanto eu achei que deveria ficar por isso aparentemente tinha tudo que precisava para aprender a minha atenção mas mesmo assim isso não aconteceu

    ResponderExcluir