• Livro: A revolução dos bichos - HQ
  • Autor: George Orwell
  • Editora: Quadrinhos na Cia
  • Páginas: 176
Sinopse: Odyr passou os últimos anos envolvido numa empreitada desafiadora: transformar em quadrinhos um dos maiores clássicos da literatura mundial, A revolução dos bichos. Em tinta acrílica, fazendo com que cada página se tornasse uma verdadeira obra de arte, Odyr deu forma à narrativa de George Orwell ― e a personagens antológicos como os porcos Napoleão e Bola-de-Neve. Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945, essa breve narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. Mas não só. Mais de sessenta anos depois, A revolução dos bichos se tornou uma alegoria universal sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão de grandes ideias e projetos de revolução política.

Em A Revolução dos Bichos vamos conhecer a história da Granja Solar, uma fazenda numa região pacata da Inglaterra. Administrada pelo Sr. Jones, dono da propriedade, a granja já viu dias melhores e os animais que ali vivem estão cada dia mais insatisfeitos com tudo aquilo que precisam fazer para conseguirem tão poucas recompensas.

Percebendo os anseios dos seus colegas, o porco Major coloca na mente dos animais a ideia de uma revolução. Ele sabe que unidos os bichos tem melhores condições de administrar a fazenda do que qualquer humano. Quando Major morre, o seu discurso segue na mente dos outros animais e os porcos Bola de Neve e Napoleão logo conseguem convencer seus companheiros que está na hora de tomarem a posse da fazenda.

“A liberdade, se é que significa alguma coisa, significa o nosso direito de dizer às pessoas o que não querem ouvir.”

O plano é armado com bastante empenho pelos porcos, que são considerados os animais mais inteligentes do celeiro. Não demora muito para que este seja executado e não há chance para o Sr. Jones, que se vê expulso de sua própria casa. Logo os animais ficam felizes com a independência e trabalham em harmonia, para melhorar as condições da granja. A regra mais importante é aquela onde todos aqueles com duas patas são considerados inimigos.

Contudo, com o passar do tempo, os ideais de Napoleão começam a mudar e Bola de Neve parece ser o único a perceber o perigo que os ronda tendo o companheiro de espécie no poder. Mas com os outros animais cegos pela liderança de Napoleão, como provar que ele está errado?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

A Revolução dos Bichos é considerado um clássico da literatura, mas eu sempre posterguei a leitura, sem saber muito bem o que esperar. Então, quando a Companhia das Letras anunciou o lançamento dessa edição maravilhosa em quadrinhos, percebi que seria minha melhor chance de me aventurar nessa história. E não é que valeu a pena?!

Com nosso cenário político atual, uma leitura como está tem sua grande importância. É uma história sobre como o poder sobe à cabeça das pessoas – ou dos porcos – e as corrompe. George Orwell era conhecidamente socialista e escreveu essa história como uma alusão ao desvirtuamento do regime político ao qual ele seguia. E vendo nosso nada querido futuro presidente usando de péssimas artimanhas para convencer a população de que ele é a melhor escolha, é impossível não fazer a associação.

Esse livro é um que deveria estar inserido nas leituras obrigatórias de todas as escolas. Acredito que ele ajudaria muito a desenvolver o pensamento crítico dos jovens e, assim, evitar que coisas como essa nossa última eleição aconteçam. Gostaria de ter feito essa leitura há mais tempo e certamente é uma obra que vou passar adiante.

“Todos os bichos são iguais, mas alguns bichos são mais iguais que outros.”

A edição ilustrada por Odyr está sensacional. Com pinturas em tinta acrílica, o artista gaúcho conseguiu ilustrar muito bem essa obra, o que não deve ter sido uma missão nada fácil. Cada detalhe é muito bem pensado e somando isso com a diagramação, o exemplar ficou uma verdadeira obra prima. É um livro que eu recomendo a todos terem na estante.

Por mais que a história tenha sido escrita em plena Segunda Guerra Mundial, ainda é muito atual e tem que ser lida por vocês. Se você ainda não se aventurou por essas páginas, se jogue nessa narrativa e se apaixonem assim como eu. Vale muito a pena!

Beijos e até a próxima!

 

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

1 Comentário

  • Joyce
    04 dezembro, 2018

    Esse livro tinha outra capa, não ? rs
    Ainda não tive oportunidade de ler, mas parece ser fofinho 😉