Chegamos com a mudança e agora eu preciso contar um pouco sobre os motivos dessa mudança, não é? Pois é!

De uns tempos para cá eu já não estava muito confortável com o layout do SEA e a com a proposta do blog. Sempre amei ler blogs, são os meus lugares favoritos na internet e onde eu me sinto mais acolhida, mas essa sensação não estava acontecendo com relação ao meu próprio espaço. Eu já queria organizar isso aqui há algum tempo, mas sempre ia jogando pra escanteio, pra escanteio e nada acontecia. Uma lista imensa de ideias de postagens se acumulava na minha agenda, mas zero vontade de colocá-las em prática.

O fato é que eu não queria perder a vontade e o amor por postar aqui, então fazer as modificações que eu tanto desejava seria a ponta do iceberg para que esse tipo de coisa não acontecesse. O trabalho foi longo desde a criação do layout até toda a migração de plataforma para chegar onde estamos hoje. Quando o layout ficou pronto foi ele quem deu abertura para as outras mutações que estavam por vir, no canal e nas redes sociais. A partir do Feedback que vocês me deram quanto as primeiras mudanças foi que eu percebi que realmente estava fazendo a coisa certa.

Recebi inúmeras mensagens dizendo sobre como a nova vinheta e aparência do canal são a minha cara, como reflete quem eu sou e aproxima mais os meus leitores de mim. Isso é incrível! Fiquei imensamente satisfeita com o resultado, mas além disso percebi que é isso que a gente precisa fazer para gerar valor na internet. A gente produz conteúdo e necessita que ele seja consumido para que seja útil, mas as pessoas consomem muito de nós mesmos, além do nosso conteúdo. Eu sentia a aproximação dos meus leitores comigo, mas não muito com o meu conteúdo, sabe?

Então o fato é que tudo o que você faz precisa refletir você, tem que ter a sua cara, tem que ter o seu selo de aprovação, isso é o que fará com que os seus leitores, seu público, se identifique com o conteúdo. Foi isso o que eu fiz e já senti a mudança de atitude em pouquíssimo tempo. Essa caminhada me fez perceber que pouco conteúdo que se assemelha a você é melhor do quê muito conteúdo que desvia de quem você é.

Se você é produtor de conteúdo, dá uma refletida sobre isso e como isso abala a visão dos seus leitores quanto a você mesmo. Agora se apenas acompanha plataformas online, me conta aí como essa identificação com o produtor de conteúdo abala a forma como você enxerga o conteúdo dele. Tô só aguardando!

Beijocas da Barb.

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

5 Comentários

  • Duane
    18 novembro, 2018

    Super concordo com o que disse, Barb.

    Logo que trocou a vinheta já disse que estava mais a sua cara. Vou ser bem sincera, hoje acompanho bem mais o blog do que antes. Achava que o blog não estava “combinando” com a pessoa que eu acompanhava no Insta e nos vídeos que eu via no Canal. Depois que fez as mudanças, sinto você aqui também.

    Sobre o conteúdo… Consigo te ver naquilo que posta e busco as suas indicações, sim. Agora só tem aumentado. (Aumentado inclusive minha lista de livros a comprar e a ler! Kkkkk)

    Mas é isso, somos seres em constante mutação e quanto mais isso aqui refletir o que vc é, mais próximos ficaremos de vc!

    Beeeeeijos

    Du

    • Barbara
      Barbara
      19 novembro, 2018

      Oi, Duane. Muito obrigada pela resposta. Realmente busquei trazer algo mais parecido comigo, especialmente por ser um lugar que eu gosto tanto de estar. Como eu tenho colaboradores com gostos diferentes do meu e o intuito é, também, compartilhar a literatura, vão ter assuntos longe da minha zona de conforto, mas acredito que dosando bem tudo isso vai dar certo.

      • Duane
        01 dezembro, 2018

        Oi Barb! Já dá certo, tanto que estão há tanto tempo no ar. Essa miscelânea de gostos só nos faz crescer enquznto leitores. Amo isso no blog!

  • Joyce
    17 novembro, 2018

    Oi Barbara, concordo com o que disse.
    O conteúdo tem que combinar com o perfil da pessoa, principalmente quando se trata de gosto literário.. Confesso que fico surpresa quando você compartilha uma leitura que não seja romance rs mas eu adoroooo! Estou lendo por exemplo o livro O Senhor da Luz que você indicou e estou amando!

    • Barbara
      Barbara
      19 novembro, 2018

      Oi, Joyce, haha. Eu acho que nos livros a gente sempre acaba navegando para gêneros diferentes, mesmo tendo um gênero que mais curte – o que no meu caso é romance. Tem situações em que descobrimos novos gostos experimentando novas coisas, gosto de fazer isso com livros. Beijoos!