• Livro: O Milésimo Andar
  • Autor: Katharine McGee
  • Editora: Rocco
  • Páginas: 416
Sinopse: Quanto mais alto você está, pior é a queda. Com direitos de publicação vendidos para 28 países, várias semanas na lista dos mais vendidos do The New York Times e adaptação para a TV em desenvolvimento, O milésimo andar é a bem-sucedida estreia de Katharine McGee na literatura. Um romance young adult eletrizante que acompanha a vida de cinco jovens da elite de Manhattan em 2118. Neste “Gossip Girl futurista”, uma torre de mil andares abriga os moradores de uma Nova York radiante, divididos de acordo com a sua posição social – os mais ricos ocupando os andares mais altos. Neste cenário de luxo high-tech, histórias e possibilidades que se esticam até o céu, Leda Cole, Eris Dodd-Radson, Rylin Myers, Watt Bakradi e Avery Fueler, a garota geneticamente preparada para ser perfeita que parece ter tudo o que deseja e vive no milésimo andar, tentam encontrar seu lugar no topo do mundo. Mas quando se chega tão alto assim, não há mais aonde ir além de para baixo.

Nessa distopia, vamos conhecer a Torre, um prédio de mil andares. Ela é praticamente uma versão de Nova Iorque em forma de edifício, contendo até mesmo os pontos turísticos da cidade e abrigando uma enorme população. Lá, quanto mais alto você vive, maior é seu padrão de vida – e também ao contrário. E é neste cenário que vamos conhecer nossos protagonistas.

Avery Fueler é a garota perfeita. Moradora do milésimo andar, ela foi geneticamente modificada para nascer linda, unindo os melhores genes de seus pais. Popular, amiga de todos e tendo tudo que deseja, é de se esperar que Avery esteja sempre feliz, mas não é bem o que acontece. A verdade é que Avery é apaixonada por seu irmão adotivo, Atlas, que fugiu para um ano sabático.

Leda Cole também é apaixonada por Atlas. Durante uma viagem de esqui, os dois tiveram um envolvimento, mas as coisas desandaram com a viagem do garoto. Depois disso, Leda começou a usar entorpecentes e, por isso, precisou passar o verão em uma clínica de reabilitação. Agora ela está de volta à Torre, tentando voltar à sua vida normal e ficar longe das drogas.

Eris Dodd-Radson também tem uma vida perfeita. Ela é a melhor amiga de Avery e está sempre ao lado da garota, organizando e curtindo as melhores festas com a alta sociedade. Só que o mundo de Eris cai quando um segredo do passado de sua mãe volta para atormentá-la. De repente ela se vê obrigada a viver nos andares mais baixos da Torre, abrindo mão de todo o luxo ao qual estava acostumada e tentando se reerguer nessa nova vida.

Watt Brakadi vive mais abaixo na torre. Um grande hacker de computadores, ele criou um sistema de inteligência artificial próprio, o que é crime, e o usa para fazer pequenos serviços e juntar dinheiro para a faculdade. Graças a esse sistema, ele é excelente com as garotas e consegue as maiores conquistas. Só que ele está em busca de algo diferente e quando Avery surge em seu caminho, talvez seja ela a escolhida.

Rylin Meyers perdeu a mãe muito cedo e desde então trabalha muito para manter as contas da casa em dia e dar uma vida tranquila para a irmã mais nova. Seu trabalho paga pouco, então quando surge a oportunidade de ela ganhar mais servindo como garçonete em uma festa da elite, ela nem pensa duas vezes antes de aceitar. Mal sabia a garota que sua vida mudaria radicalmente quando ela se envolvesse com o dono dessa casa, o órfão bilionário mais cobiçado da Torre.

Essas pessoas parecem não ter nada em comum, mas quando Atlas retorna, suas vidas se colidem. Entrelaçados em uma rede de mentiras, os jovens verão seus segredos mais obscuros vindo à tona e precisarão de todo um jogo de cintura para impedir as consequências de seus atos. O problema é que na Torre, quando se está no alto, pra baixo pode ser a única saída…

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

O Milésimo Andar foi lançado pela editora Rocco em março de 2018 e desde seu lançamento me chamou atenção. Com a promessa de ser um Gossip Girl futurista, eu tinha certeza que esse livro seria o que eu estava precisando. Então, esse ano resolvi solicitar o livro e conferir o que me aguardava. Só que, infelizmente, o livro não atendeu minhas expectativas.

A escrita de Katharine McGee é muito fluida e isso é um dos pontos altos do livro. Iniciei a leitura sem pretensão de ler muito e quando percebi já estava quase na metade. O que me desencantou na história foi que passamos boa parte das suas quatrocentas páginas sem nada acontecer, deixando todo o conflito pra se desenvolver aceleradamente nas páginas finais.

Quando cheguei ao clímax da história, entendi onde a autora quis chegar com tanta ambientação. São muitos personagens para conhecer e se familiarizar, vivendo em diferentes níveis da Torre e em algum momento eles precisavam se encontrar. Só acho que a autora se perdeu um pouco nisso, dando foco demais para coisas supérfluas e deixando o que é realmente interessante de lado.

A trama se passa toda em uma Nova Iorque futurista e as tecnologias apresentadas aqui me lembraram outros livros, como as trilogias Never Sky e The 100. Também me iludi achando que isso seria de suma importância dentro do contexto da história, mas estava ali apenas de pano de fundo para os dramas adolescentes dos protagonistas.

Mas acreditem quando digo que esse não é o maior dos problemas. O que realmente me fez diminuir a nota do livro foi o fato de que 95% dos problemas poderiam ter sido resolvidos com algo muito simples: diálogo. O livro se inicia com um prólogo que mostra alguém caindo do telhado da Torre (4 km de altura, socorro!) e isso só vai ser abordado quase no final do livro.

0

Quando percebi para onde Katharine estava encaminhando os rumos da narrativa, não consegui acreditar. Primeiro ela matou um dos personagens que mais me cativou durante o livro. Segundo que toda a resolução da queda se deu em cima das mentiras que os outros personagens se embolaram anteriormente e que, se tivessem DIALOGADO e resolvido, nada seria do jeito que foi.

Mesmo com todas as ressalvas, eu terminei o livro querendo saber o que estava por vir. O Milésimo Andar é o primeiro volume de uma trilogia, que já foi concluída nos Estados Unidos. Espero que a Rocco não tarde em trazer o próximo volume para nós, pois vou dar uma nova chance. Sendo assim, deixo aqui a minha recomendação, mas fica o alerta de que não estamos falando de nenhuma obra prima…

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

1 Comentário

  • Joyce
    04 março, 2019

    Eu simplesmente amei o livro Milésimo andar! Sério! Até favoritei quando li e não vejo a hora de ler os próximos 😉