• Livro: Stalker
  • Autor: Tarryn Fisher
  • Editora: Faro
  • Páginas: 256
Sinopse: Ela não quer ser igual a você. Ela quer a sua vida. Quando Fig Coxbury compra uma casa na West Barrett Street, sua maior motivação não é o amor pelo bairro, ou ter se apaixonado pelo imóvel. É para ficar mais próxima de tudo o que ela deseja: o marido, a criança e a vida que pertence a outra pessoa. Com os olhos fixos na família Avery, Fig se insere gradualmente na rotina de Jolene, Darius e sua filha, Mercy. E não para por aí... Fig invade a privacidade familiar, e logo acredita que pode assumir, definitivamente, o lugar de Jolene. Ela persegue. Copia. Manipula. Cobiça. Usa táticas e cenas a cada momento. Toda stalker tem um objetivo. Para Fig, nada deve ficar em seu caminho

Fig Coxbury é uma mulher que perdeu muito na vida. Após sofrer um aborto, ela passa seus dias observando crianças no parquinho, tentando suprimir o vazio dentro de si. E é em um desses dias que seu caminho se cruza com o de Mercy, uma linda garotinha que Fig acredita ser a reencarnação do bebê que perdeu.

Determinada a descobrir mais sobre a criança, Fig segue a mãe dela e passa a observar essa família com certa obsessão. A família Avery parece ser aquele tipo de comercial de margarina, perfeita até dizer chega, justamente o que Fig deseja para si.

Com o objetivo de inserir-se na vida dos Avery, Fig compra a casa ao lado deles e, aos poucos, vai se aproximando de Jolene, a mãe de Mercy. O problema é que conforme mais tempo a mulher passa com seus vizinhos, mais deseja ter a vida deles… Ou melhor, a vida de Jolene. Fig acredita que seria uma esposa e uma mãe muito melhor, mas para seus planos acontecerem, precisa tirar a vizinha do seu caminho.

Envolvida em uma trama de mentiras, Fig vai armando seu bote a cada dia, crendo que com seu jeito doce conseguirá ludibriar todos ao seu redor. O problema é que ela nem imagina que os Avery também tem seus segredos sujos escondidos sob o tapete e que talvez seja melhor manter distância…

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Stalker é meu terceiro contato com a escrita de Tarryn Fisher e, devo dizer, o livro que mais me empolgou dela. Após ter me decepcionado com A Oportunista e Fuck Love, esse lançamento seria um divisor de águas para eu seguir lendo as obras da autora ou não. E devo dizer que toda a espera valeu a pena. Em pouco mais de 250 páginas, Tarryn abalou as minhas estruturas.

O livro é dividido em três partes, narradas em primeira pessoa pelos protagonistas da trama. Na primeira parte temos a perspectiva de Fig e o modo como ela pensa e vê o mundo é extremamente doentio. Tudo que Jolene pensa em fazer ou deseja, Fig faz primeiro, como se tivesse sido ideia dela. Além disso, ela faz de tudo para ter Mercy por perto, abusando de todos os limites.

Conforme vamos acompanhando a perspectiva de Fig, vamos torcendo para que Jolene e seu marido, Darius, percebam que ela está longe de ser inocente e não passa de uma psicótica. Só que quando passamos para a parte seguinte, o forninho cai ainda mais. Narradas respectivamente por Darius e Jolene, as partes dois e três mostram que Fig está longe de ser a pessoa mais creepy do livro.

Não posso dar muitos detalhes mais sem dar spoilers, mas tenham certeza: cada virar de página é um tiro. Tarryn consegue manter o leitor fixo a cada parágrafo e eu só consegui largar o livro quando aconteceu o desfecho. O que mais gosto nos livros da autora é que ela consegue desbravar as partes mais sombrias da mente humana e retratá-las em seus personagens. Não há nem um tipo de comedimento.

O mais legal sobre o livro é que é baseado em uma experiência real vivida por Tarryn. Na época da faculdade ela teve uma stalker, que a seguia pra todo lado, visitando os mesmos lugares que ela no dia seguinte e até conseguindo se enlaçar com um ex-namorado da autora. E é muito tenso pensar que existem pessoas assim na realidade e você pode ser o próximo a ser perseguido.

Por fim, Stalker foi uma excelente leitura, que eu recomendo de olhos fechados. Com certeza seguirei lendo as obras de Tarryn e já estou ansioso pelo seu próprio lançamento. Vale muito a pena!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário