• Livro: A Altura Deslumbrante (O Milésimo Andar #02)
  • Autor: Katharine McGee
  • Editora: Rocco Jovens Leitores
  • Páginas: 384
Sinopse: NOVA YORK, 2118 Manhattan é lar de uma torre de mil andares de histórias, uma maravilha de tirar o fôlego que toca o céu. Mas em meio ao luxo high-tech e ao glamour futurista, cinco adolescentes estão escondendo os seus mais perigosos segredos... Leda é assombrada por lembranças do que aconteceu na pior noite da sua vida. Ela fará de tudo para que a verdade continue escondida – mesmo que isso signifique confiar em seu pior inimigo. Watt só quer deixar o passado para trás e seguir em frente... até que Leda o força a hackear mais uma vez. Será que ele fará o que for preciso para se livrar dela para sempre? Quando Rylin ganha uma bolsa de estudos para uma escola dos andares superiores, sua vida muda da noite para o dia. Mas estar lá significa ver o garoto cujo coração ela partiu, e que partiu o dela de volta. Avery sofre por amar a única pessoa no mundo que ela nunca poderia ter. E está desesperada para estar com ele… custe o que custar. E então há CALLIOPE, a misteriosa garota que chega a Nova York determinada a provocar um alvoroço. E ela sabe exatamente por onde começar. Mas, sem que saibam, alguém está observando cada movimento deles. Alguém que pensa em vingança. E em um mundo de alturas tão deslumbrantes, um mísero passo em falso pode significar uma queda devastadora.

ATENÇÃO: PODE CONTER SPOILERS DO PRIMEIRO LIVRO DA SÉRIE

No final de O Milésimo Andar, a festa na casa de Avery não terminou nada bem. Após um momento de tensão no telhado, Leda empurrou Eris, que caiu daquela grande altura em direção à morte. Como Leda sabia segredos de todos os presentes, conseguiu convencê-los a dizer que a menina na realidade escorregou e tudo não passou de um acidente.

Agora, todos que estavam naquela noite tentam seguir suas vidas, escondendo este sombrio segredo. Avery e Atlas continuam com seu relacionamento secreto, a cada dia mais próximos e apaixonados. Contudo, manter essa relação escondida está pagando seu preço e as desconfianças estão crescendo.

O pai de Avery está com um novo projeto, para construir novas torres em Dubai e quer que o filho, Atlas, assuma o comando de lá. A partida do garoto é iminente e ele quer que Avery vá com ele, mas ela tem muito o que resolver ainda em Nova Iorque.

Leda está tentando superar aquela noite. Aos poucos, a jovem foi voltando a ser o que era antes de seu envolvimento com as drogas e cada dia vai recuperando os laços partidos. Surpreendentemente, sua nova companhia é Watt, o jovem hacker, que está tentando conseguir provas para incriminá-la pela morte de Eris e livrar-se da garota.

Enquanto isso, Rylin consegue uma bolsa de estudos na escola dos ricos, uma bolsa criada para homenagear Eris, o que é um tanto irônico. Estudar na mesma escola de Cord e Leda pode ser um problema para sua adaptação, mas Rylin encontra nos hologramas uma paixão, que a distrai completamente dos dilemas que está vivendo.

Por fim, uma nova personagem chega na história para abalar todas as estruturas. Calliope e sua mãe, Elise, são golpistas profissionais, que viajam pelo mundo aplicando truques para conseguir dinheiro de homens ricos. Agora elas estão em Nova Iorque e um reencontro pode ser a chance de Calliope de terminar um serviço anterior.

Calliope conheceu Atlas durante seu período sabático na África, mas o garoto resistiu aos seus encantos e foi embora sem deixar rastros. Quando a menina descobre todo o poder aquisitivo do rapaz, percebe que tem em mãos uma chance de se sobressair, decidindo então ter Atlas para si, custe o que custar.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Eu li O Milésimo Andar no começo deste ano e essa história se tornou meu guilty pleasure total! Essa pegada Gossip Girl futurista tinha tudo pra dar certo, mas o livro se perdeu algumas vezes em seu enredo e deixou a desejar. Porém, o final foi tão instigante que assim que A Altura Deslumbrante foi anunciado, decidi que o leria imediatamente. E foi o que fiz.

Este segundo livro se inicia com uma passagem que, à princípio, não tem relação nenhuma com o que nos é apresentado nesta continuação. Nela vemos Mariel, a ex-namorada de Eris, tentando encontrar respostas sobre o que aconteceu na noite em que sua amada caiu da torre e vingar-se de quem seja o responsável por sua morte.

Por conta deste início, pensei que Mariel seria uma personagem central da história, mas ela mal aparece. O foco do livro está em como as testemunhas da morte de Eris estão se reerguendo após a tragédia. Foi interessante acompanhar isso? Foi. Mas acho que mais uma vez Katharine McGee se perdeu e deixou a história cair em certa monotonia.

A escrita da autora é muito envolvente. Eu comecei a ler o livro totalmente sem pretensão e em uma sentada li quase metade. Meu grande problema foi que até uns 65% do livro nada de interessante acontecia, foi como se o primeiro volume tivesse sido esquecido. Todavia, a partir deste ponto o clímax foi se construindo e se tem uma coisa que McGee sabe fazer muito bem é deixar seus leitores apreensivos.

Eu terminei O Milésimo Andar com meus personagens favoritos e odiados bem definidos, mas as coisas deram uma mudada nesse segundo volume. Cord segue sendo meu favorito, mesmo sendo um personagem secundário, e eu ainda o shippo muito com Rylin. Mas o que me surpreendeu foi outra coisa.

Leda era a personagem que eu mais detestava EVER e acabei me afeiçoando a ela nesse segundo livro, inclusive comecei a shippar ela e Watt. Pois é. E, em contrapartida, eu peguei um ranço ENORME de Avery e Atlas. Que personagens mais irritantes. Avery tem tudo, mas só reclama da vida (sabe a Mia de Rebelde, que reclama como é difícil ser ela? Então…) e Atlas é um boy lixo, mas todas as menininhas o querem porque ele é perfeito… Só se for um perfeito pé no saco.

Gostei muito da trama de Calliope e Elise. As duas chegaram com uma vibe meio vilanesca, mas passei a torcer por Callie quando ela decidiu ser uma pedra no sapato de Avery. Aquela velha história de que o inimigo do seu inimigo é seu amigo. HAHA. Acho que essa personagem tem um grande potencial a ser desenvolvido no volume final da trilogia.

Mais uma vez o final foi de tirar o fôlego. Katharine me deixou roendo as unhas de ansiedade e finalizou o livro com um enorme gancho para o terceiro. The Towering Sky foi lançado no ano passado lá fora, mas deve chegar no Brasil só ano que vem. Só me pergunto como farei pra aguentar até lá (guilty pleasure, lembram?). Espero que a Rocco lance por aqui o mais breve possível.

A Altura Deslumbrante foi uma continuação à altura (ba dum tss) e apesar de não ser uma obra prima da literatura, deixo aqui minha recomendação. Tenho certeza que muita gente vai gostar dessa trama e se apaixonar.

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário