• Livro: Nunca Jamais - Parte 03 (Never Never #03)
  • Autor: Colleen Hoover & Tarryn Fisher
  • Editora: Galera Record
  • Páginas: 144
Sinopse: Charlize Wynwood e Silas Nash foram melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar. No muito aguardado último volume da série Nunca jamais, Silas e Charlize devem mergulhar fundo em seu passado para descobrir quem são e quem querem se tornar. Correndo contra o tempo atrás das respostas, serão eles capazes de se reencontrar e reestabelecer os velhos laços, ou estará tudo perdido para sempre?

A cada 48 horas, Charlie e Silas perdiam a memória. Juntos, os dois tentavam encontrar um motivo para esses lapsos, mas nenhuma informação encontrada chegava próximo da realidade ou do fim desse tormento. Agora, um novo reset aconteceu, mas pela primeira vez, apenas Charlie esqueceu de tudo e Silas consegue se lembrar perfeitamente dos últimos eventos, mas prefere manter essa informação para si, com medo de afastar Charlie.

Juntos, com Silas fingindo também ter esquecido, o casal volta a ler as cartas que escreveram para si mesmos em busca de respostas. Os dois tem medo do que pode vir a acontecer se não desvendarem esse mistério e algo no passado de Charlie e em sua relação com o pai, que está preso, pode ser uma peça fundamental nesse quebra-cabeças.

Diante de novas informações, Charlie e Silas vão se redescobrindo e percebendo que o amor deles tinha uma dimensão além do que imaginavam. O término não foi culpa de nenhum deles, foram forças externas e maiores que os obrigaram a romper o namoro, mesmo que os dois ainda se amassem. Uma relação tão pura, que nasceu na infância e se manteve até hoje, não podia acabar assim.

“Prefiro confiar em versões de nós mesmos de que não nos lembramos do que em pessoas que sequer conhecemos.”

Foi bem difícil para mim, como leitor, acompanhar os dois tão próximos e ao mesmo tempo tão distantes. As inúmeras situações pelas quais o casal passou foram de cortar o coração e eu só queria que Colleen e Tarryn acabassem com tudo, dando um desfecho apropriado e reunindo Charlie e Silas outra vez. E foi aí que veio a enorme decepção com esse livro.

Desde que a primeira parte desta ‘trilogia’ lançou aqui no Brasil e eu fiquei ávido por ela, muitas pessoas que já tinham lido em inglês me disseram para não ir com muita sede ao pote, porque o final iria me decepcionar. Quase dois anos depois do lançamento da parte 02, a Galera trouxe o lançamento da conclusão dessa história e eu, empolgado, fui desbravar os mistérios deste final e paguei a língua.

Durante a leitura dos dois primeiros volumes, eu criei inúmeras teorias sobre os motivos de Charlie e Silas estarem vivenciando todo esse perrengue. Ao longo da história, as autoras abordaram questões de misticismo, problemas familiares e todo o mistério da Menina Camarão. Conhecendo Tarryn e Colleen individualmente, eu não sabia muito bem aonde isso iria chegar, mas tinha esperanças de elas estarem se aventurando em uma nova abordagem.

Contudo, o desfecho foi simples demais. Quando eu virei a última página e percebi que era aquilo ali mesmo a grande resposta, a frustração bateu forte em mim. Eu esperava muito mais, mas há um grande detalhe nisso, que parei para refletir um tempo depois. Talvez a ideia das autoras desde o princípio fosse essa, de mostrar que coisas simples podem ter um significado enorme na vida das pessoas, só depende da perspectiva.

Apesar dos pesares, Nunca Jamais é uma série que vale a pena a leitura. O tom de mistério é bem desenvolvido e os personagens são inesquecíveis. Sou fã de carteirinha dessas duas autoras e não vai ser essa “decepção” que vai me fazer parar de lê-las. Então, deixo aqui a minha recomendação, mas fica também o alerta que o final pode ser decepcionante para vocês.

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário