• Livro: Os Pergaminhos Vermelhos da Magia
  • Autor: Cassandra Clare & Wesley Chu
  • Editora: Galera Record
  • Páginas: 294
Sinopse: A autora best-seller do New York Times Cassandra Clare e o premiado Wesley Chu lançam o primeiro livro de uma nova série que acompanha o Alto Feiticeiro Magnus Bane e Alec Lightwood enquanto viajam pelo mundo após a Guerra Mortal. Os pergaminhos vermelhos da magia é o primeiro volume da aguardada série As Maldições Ancestrais.Tudo o que Magnus Bane queria era aproveitar suas férias ― uma viagem luxuosa pela Europa com Alec Lightwood, o Caçador de Sombras que, contra todas as probabilidades, é finalmente seu namorado. Mas assim que os dois se instalam em Paris, uma velha amiga chega com notícias sobre um culto de adoração a demônios chamado A Mão Escarlate, que está empenhado em causar o caos em todo o mundo ― um culto que, aparentemente, foi fundado pelo próprio Magnus. Anos atrás. Como uma piada.Agora, Magnus e Alec vão percorrer o continente europeu para rastrear A Mão Escarlate e seu novo e ilusório líder antes que o culto cause ainda mais danos. Como se não fosse suficientemente ruim que sua fuga romântica tenha sido desviada de seu trajeto original, os demônios agora estão perseguindo todos os seus passos, e está se tornando cada vez mais difícil distinguir amigos de inimigos. À medida que sua busca por respostas se torna cada vez mais complexa, Magnus e Alec precisarão confiar um no outro mais do que nunca ― mesmo que isso signifique revelar os segredos que ambos mantêm.

Após os eventos da Guerra do Submundo, tudo que Magnus Bane e Alexander Lightwood desejam é curtir suas férias a dois, fazendo um tour pela Europa. O Alto Feiticeiro do Brooklyn quer que seu namorado conheça as maravilhas do continente, mas é claro que quando um feiticeiro e um Caçador de Sombras estão juntos, as coisas não são nada simples.

Durante uma passagem por Paris, Magnus recebe a visita de Tessa e um alerta. Aparentemente um culto demoníaco – A Mão Escarlate – foi reconstruído, executando seres sobrenaturais, e toda a comunidade do Submundo acredita que Magnus é o líder, o que é um crime. Agora, cabe a Magnus provar sua inocência, tendo a ajuda apenas de Alec, já que alertar a Clave pode causar sérios problemas.

Tudo aponta para que o culto esteja desenvolvendo suas atividades na Itália e é para lá que o mais novo casal está indo quando seu caminho se cruza com o de Shinyun Jung, uma feiticeira que também deseja destruir A Mão Escarlate, e acaba salvando Magnus de ser capturado por um demônio.

Juntos, Magnus, Alec e Shinyun vão desbravar cada canto do continente em busca de pistas para provarem que Magnus não tem nada a ver com o culto. Porém, algumas memórias do feiticeiro sumiram e, aos poucos, ele começa a se questionar se realmente não fundou o culto, como uma de suas brincadeiras.

O tempo está se esgotando e, mais do que nunca, Magnus e Alec precisarão confiar um no outro, se quiserem escapar dessa situação com vida. Alguém deseja que os dois falhem e demônios e outras criaturas o perseguem a cada passo. Será que o mais novo casal conseguirá encontrar as respostas que tanto desejam?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Já faz alguns anos que eu não leio nada de Cassandra Clare, tendo lido por último Dama da Meia-Noite, em 2016. Estava com saudades deste universo, mas como ele já estava muito expandido e eu deixei alguns livros passarem, achei que demoraria muito até me atualizar. Mas eis que a Galera anunciou o lançamento de Os Pergaminhos Vermelhos da Magia, protagonizado por ninguém menos que um dos meus casais favoritos da literatura, e eu corri para ler.

Este novo livro, escrito por Cassandra Clare em parceria com Wesley Chu, se passa durante os acontecimentos de Cidade dos Anjos Caídos, quarto volume da série Instrumentos Mortais. Então, como eu terminei a série original, não pegaria spoilers dos próximos livros e resolvi arriscar a leitura. Não é que realmente esta história me conquistou?

Sem sombra de dúvidas, o ponto alto deste livro é o casal principal. A química entre Magnus e Alec é inegável e os autores não deixaram barato nas cenas sensuais. Não é nada explícito, obviamente, mas os beijos são quentes e fica aquele estigma no ar sobre a primeira vez deles. Achei muito legal da parte de Clare abordar isso, ainda mais tendo sofrido bastante com o preconceito aos seus livros por terem um casal LGBT tão em evidência.

Outra coisa que gostei bastante foi matar a saudade de outros personagens que gosto muito, como Tessa, que foi o estopim dessa busca de Magnus. Também adorei ver o início do relacionamento de Helen e Aline, que em Dama da Meia-noite já é um casal formado. As duas são incríveis e, sem dúvida, merecem um livro só delas.

O que não funcionou pra mim foi o mistério. Após ter lido, no mínimo, uns dez livros de Cassandra Clare, já é possível conhecer sua escrita e seus plot twists. Sendo assim, eu adivinhei quem era o vilão logo na primeira vez que ele apareceu. Contudo, a forma como os autores levaram ao desfecho foi incrível. E ainda tem uma cena final que coloca tudo aquilo que sabemos em xeque.

Os Pergaminhos Vermelhos da Magia é o primeiro livro da trilogia As Maldições Ancestrais e já estou ansioso pelo lançamento das continuações. O segundo volume se cama The Lost Book of the White e tem previsão pra ser lançado lá fora em setembro. Espero que a Galera não tarde em trazer este lançamento. Sendo assim, deixo aqui minha recomendação a todos. Vale muito a pena!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário