30 julho, 2020

Vilão, de V. E. Schwab

  • Livro: Vilão (Vicious #01)
  • Autor: V. E. Schwab
  • Editora: Record
  • Páginas: 364
Sinopse: Victor e Eli, dois jovens brilhantes, arrogantes e solitários, se conheceram na Universidade de Merit e logo se deram bem, identificando um no outro a mesma sagacidade e a mesma ambição. No último ano da faculdade, o interesse em comum numa pesquisa sobre adrenalina, experiências de quase morte e poderes sobrenaturais lhes oferece uma possibilidade antes inimaginável: de que uma pessoa, sob as condições certas, seja capaz de desenvolver habilidades extraordinárias. No entanto, quando colocam em prática essa teoria, as coisas dão muito errado. Dez anos depois, Victor foge da prisão, determinado a encontrar seu antigo amigo ― agora inimigo. Para localizá-lo, ele conta com a ajuda de uma garotinha, Sydney, cuja natureza reservada esconde uma habilidade sem igual, mas extremamente perigosa. Enquanto isso, há dez anos Eli tem uma única missão: erradicar todas as pessoas ExtraOrdinárias que encontra, pois são todas aberrações, afrontas a Deus ― exceto sua ajudante, Serena, uma mulher enigmática e persuasiva, capaz de impor sua vontade a qualquer um. Agora, armado com poderes terríveis e movido pela lembrança da traição e da perda, Victor caça seu arqui-inimigo em busca de vingança e de um embate no qual sabe que um dos dois deve morrer. A vingança move Vilão, um livro ágil e eletrizante que vai fazer o leitor devorar suas páginas.

Desde que se conheceram na faculdade de Medicina, Victor Vale e Eliot Cardale se tornaram inseparáveis. Ambos são brilhantes e ambiciosos, com uma sede insaciável por conhecimento, e por isso existe certa rivalidade entre eles, sobre quem é o melhor.

Esta questão ficou ainda mais proeminente quando o último ano de faculdade chegou e, com ele, os projetos finais. Victor e Eli descobriram que a existência dos EOs, seres com capacidades sobre-humanas, pode estar diretamente ligada a experiências de quase morte e com essa teoria os jovens decidem aplicar neles mesmos uma tentativa.

O primeiro a testar é Victor, mas as coisas não saem como planejado e sua chance é passada. Mas quando o procedimento funciona em Eli, dando-lhe habilidade de regeneração, a inveja assola Victor, que decide tentar mais uma vez, agora sem o apoio do melhor amigo.

É claro que não seria tão fácil e um trágico acidente muda a vida de Victor para sempre. Ele consegue sim adquirir uma habilidade, agora ele pode controlar a dor dele e dos outros, mas alguém morre no processo, levando o jovem estudante para uma prisão de segurança máxima, depois de ser denunciado por Eli.

Dez anos depois, Victor consegue escapar da cadeia com a ajuda de seu parceiro de cela, Mitch, e tudo que mais deseja é vingar-se de Eli, seu ex-melhor amigo. Durante o tempo que Victor ficou aprisionado, Eli assumiu o sobrenome Ever e passou a caçar EOs, acreditando que sua aniquilação era um desejo de Deus por eles não serem criaturas naturais.

Agora, será que Victor conseguirá impedir os planos de Eli e ter finalmente sua vingança? E nessa história, quem é o herói e quem é o vilão?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Quem me conhece sabe que eu sou completamente apaixonado pelas histórias de Victoria Schwab, sendo ela uma das minhas autoras favoritas. Então, sempre que um lançamento dela é anunciado eu surto e corro para ler. Por algum motivo, Vilão chegou às livrarias e eu não o li imediatamente, tendo a chance só agora… e me arrependo de não ter lido antes.

Vilão é narrado em terceira pessoa, alternando o tempo passado e presente, até os mesmos se interligarem. Através dessa narrativa, é possível acompanhar o início do sonho de Victor e Eli e como tudo deu certo – ou errado – no final. Acho que essa escolha de Schwab foi certeira, pois deixou o texto dinâmico e fluido.

Os personagens foram muito bem caracterizados e cada um deles tem importância na história. O que mais gostei nesse livro é que não há ninguém totalmente bom, nem totalmente mau. Todos estão naquela linha tênue entre heróis e vilões, tudo depende da perspectiva. Isso só tornou os personagens mais humanos e reais.

Particularmente, eu confesso que sou #TeamVictor desde o início, mas sei que o personagem não está certo com seu propósito. Ele é um tanto egoísta e arrogante, mas ao contrário de Eli ele assume seus defeitos e tenta, pelos meios não mais politicamente corretos, chegar a um final satisfatório a todos.

O final foi excitante até a última página. Conforme o clímax foi se anunciando, Schwab foi me deixando angustiado. Cada final de capítulo era uma incerteza e eu me vi torcendo, roendo as unhas e até mesmo chorando com certas cenas. O livro todo foi um misto de emoções e valeu cada minuto de leitura.

Vilão é um livro envolvente, bem escrito e mais um excelente trabalho de Victoria Schwab. Já estou contando os segundos para ter a continuação, Vingança, em mãos para saber o que vai acontecer com estes personagens tão fantásticos. Deixo aqui então minha recomendação a todos, porque realmente vale a pena!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário