• Livro: Eleanor & Park
  • Autor: Rainbow Rowell
  • Editora: Seguinte
  • Páginas: 360
Sinopse: Eleanor é nova na cidade. Com roupas inusitadas, cachos ruivos indomáveis e uma família problemática, ela sente que nunca vai conseguir se encaixar. Park senta sozinho no ônibus da escola. Sempre de camiseta preta, fones de ouvido e a cabeça enfiada num livro, acha que consegue passar despercebido. Mas não para Eleanor. Aos poucos, entre fitas cassetes gravadas, pilhas de histórias em quadrinhos e conversas até tarde da noite, Eleanor e Park se apaixonam. Narrada durante o ano letivo de 1986, essa é a história de dois jovens de dezesseis anos que, mesmo sabendo que o primeiro amor quase nunca é para sempre, têm coragem e esperança suficientes para tentar.

O ano é 1986. No seu primeiro dia de aula, Eleanor – uma jovem de dezesseis anos completamente fora dos padrões de beleza, com seu corpo mais cheinho e um farto cabelo ruivo – já sabe que sofrerá com o bullying de seus colegas ao entrar no ônibus escolar e ouvir algumas piadinhas.

Park é um menino de origem coreana que gosta da solidão. Ele passa seu tempo no ônibus com fones de ouvido e lendo seus gibis. Todos os colegas respeitam seu espaço e com isso ele sabe se manter longe de encrencas. Mas quando ele cede o espaço no banco ao seu lado para Eleanor se sentar, mal sabe ele que está mudando sua vida para sempre.

Aos poucos, Eleanor e Park vão se conhecendo melhor. O menino percebe que sua nova amiga gosta de ler os gibis dele e ouvir suas músicas e assim passa a compartilhar as revistas e os fones com ela durante a viagem até a escola, para que, no dia seguinte, possam comentar sobre suas partes preferidas. E logo Park percebe que Eleanor é muito mais do que a Ruivona, como ela passa a ser chamada na escola. É possível que ele esteja se apaixonando por ela.

O grande porém é que os dois vêm de realidades bem distintas. Enquanto a família de Park é unida e companheira pra tudo, Eleanor sofre com as consequências de ser a mais velha de cinco irmãos e a que entende que sua mãe vive em um relacionamento abusivo com o padrasto. A família passa por reais necessidades, de forma que Eleanor não tenha nem sua própria escova de dentes. E, para ajudar, o pai, que tem condições, ignora a existência dos filhos e está em um novo relacionamento.

Quando conhece Park, Eleanor percebe que ele é o farol que a ilumina quando está longe do ambiente tóxico de seu lar. E quando deixa Eleanor entrar em sua vida, Park começa a questionar seu lugar no mundo e a se impor diante dos desejos de seus pais sobre o que querem para sua vida. Será que esse relacionamento tem alguma chance de dar certo?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Eleanor & Park foi lançado originalmente por outra editora em meados de 2015, mas confesso que na época não dei muita bola para a obra. Contudo, esse ano a editora Seguinte adquiriu os direitos de todas as obras de Rainbow Rowell, lançando seu primeiro título no mês de julho. Solicitei meu exemplar e me joguei na leitura assim que o recebi. E devo dizer que a espera valeu a pena.

Eu sou um grande fã de romances clichês adolescentes e Eleanor & Park tem toda a fórmula necessária para me agradar. Somando isso com a escrita fluida e envolvente de Rainbow Rowell, concluí a leitura em uma sentada. A narrativa é feita em terceira pessoa, alternando as perspectivas dos protagonistas, o que deixou a história ainda mais interessante de se acompanhar.

O que mais gostei no livro foi que a autora criou um romance regado de drama, que faz com que o leitor torça incessantemente por um final feliz para os personagens. Talvez a gente não consiga exatamente aquilo que deseja, mas garanto que foi tudo necessário. Rainbow cravou a faca, mas depois fez o curativo e cuidou até nossa recuperação.

Os personagens são muito bem construídos. Eleanor é uma garota forte, apesar de todos os seus fantasmas. Por um tempo ela viveu longe da mãe, mas teve que voltar para casa para cuidar dos irmãos e protegê-los do padrasto abusivo. Ela não se importa de ser o alvo, desde que os pequenos fiquem a salvo. Já Park encontra em Eleanor alguém em quem se inspirar para enfrentar os desejos do pai e os preconceitos da mãe. A junção disso formou um casal fofo e parceiro pra tudo.

Eleanor & Park traz a tona a lembrança de como é apaixonar-se pela primeira vez e de toda a inocência envolvida no primeiro amor, que embora muitas vezes não dure eternamente, mas com certeza nos marca para sempre. Recomendo esta leitura a todos, pois vale muito a pena.

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário