Hoje eu vou compartilhar com vocês cinco romances que li este ano e que acho que vocês precisam ler também. Trouxe alguns livros divertidos, leves, com bons questionamentos internos, mas que vai de distrair e entreter por um tempo. Espero muito que gostem das dicas 🙂

Você me ganhou no Olá – Alexis Daria 

A trama conta a história de dois atores que irão protagonizar uma série latina num grande streaming. Ela está sempre nos holofotes e sua última fofoca envolve um namoro que não deu certo. Ele, por outro lado, guarda um imenso segredo, por isso foge de fofocas. Quando se conhecem, no entanto, a força do desejo e grita e mesmo que tenha prometido para si mesmos não se relacionar com ninguém do trabalho, vai ser difícil conter essa vontade.

É uma trama bem desenvolvida, que exalta a cultura latina, além de trazer diversidade em muitos outros pontos. A autora soube dosar bem a personalidade do casal, o interesse romântico e os mistérios que envolvem a trama. Daquele tipo de livro que é impossível largar antes que acabe e quando acaba você só queria que tivesse mais umas duzentas páginas. Tudo!

 

Clube do livro dos homens – Lyssa Kay Adams

Um jogador de beisebol vê a vida sair dos trilhos quando descobre que sua mulher fingia sentir prazer na cama e piora quando ela decide pedir o divórcio. Disposto a reconquistar o amor da esposa, acaba descobrindo que outros membros do time haviam fundado um clube do livro, onde os homens leem romances e colocam em prática os aprendizados tirados dos livros. Com uma história em mãos, ele tem tudo que precisa para conquistar sua garota, ao menos é o que pensa.

A premissa é bem diferente e isso faz com que a gente se empolgue bastante com a leitura. Os amigos do nosso mocinho dão um charme especial para a trama, divertindo e fazendo refletir nos momentos oportunos. Gostei bastante da relação do casal, de como as mudanças auxiliariam o desenvolvimento deles como parceiros. E tem uma cena hot que meu amor, não é para amadores.

 

 

Ponto Com – Julianna Costa

Nosso mocinho era tido como o homem mais bonito da pequena cidade em que vivia, por isso parte para New York disposto a conquistar todos os horizontes que, aparentemente, sempre foram dele. Ao chegar lá, no entanto, a coisa não funciona como esperava e ele acaba se cadastrando num site de relacionamentos, para fazer o papel de sugar baby, lá vai conhecer Tatiana, uma CEO competente, mas com a vida pessoal completamente arruinada desde que se tornou viúva. O que será que pode sair daí?

É um romance bem quente, mas também bastante reflexivo. Temos uma mocinha marcada pelo tempo, que perdeu um grande amor e desde então se via sem motivos para recomeçar. Quando conhece um cara por quem tem um mínimo interesse, observa os padrões da sociedade e entende que sua relação pode ser pautada pelo preconceito, já que ela é alguns anos mais velha que. Um romance intenso, que aborda o machismo social e a coragem de ser quem você realmente é.

 

A segunda vida de Missy – Beth Morrey

Uma senhora de 79 anos que, sem amigos e familiares próximos, vive solitária. O maior medo de Missy é atrapalhar a vida de outras pessoas, por isso é insegura para fazer amizades e até para falar sobre o que sente com os amigos. Quando amizades caem no seu colo, sua vida muda completamente, especialmente por essas novas pessoas trazerem para ele uma cadelinha que se torna sua companheira de vida.

É um romance pessoal e marcante, daqueles que nos faz refletir sobre quem somos e onde queremos chegar. Observar o quanto Missy se entregou aos outros e viveu uma vida que não foi tão sonhada, já que o livro é narrado em intercalações de tempo, faz com que a gente aprecie ainda mais as conquistas dela e veja seu crescimento com olhos ainda mais amorosos. Uma leitura primorosa!

 

Não é errado ser feliz – Linda Holmes

Ela estava na porta de casa, pronta para abandonar um marido que já não lhe fazia muito bem, quando descobriu que ele morreu. Agora ocupa o papel de viúva que acredita não lhe caber, mas quando seu melhor amigo pede que ela alugue o porão de casa para um jogador de beisebol que perdeu seu dom, entre conversas e risadas, percebe que está vivendo exatamente como não gostaria de viver e que, no fundo, apesar dos pesares, não é errado ser feliz.

Dois protagonistas castigados pelo tempo que precisam se reinventar e aceitar que as mazelas da vida não podem apagar o direito que tem à felicidade. Enquanto estão juntos, vão penetrar dentro de si mesmos e se conhecer melhor, além de criar coragem para afastar tudo aquilo que não lhes faz bem e enfim opinar pela felicidade na própria vida. Um romance que abre para reflexão.

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário