17 junho, 2021

Depois, de Stephen King

  • Livro: Depois
  • Autor: Stephen King
  • Editora: SUMA
  • Páginas: 192
Sinopse: Um livro que demonstra todo o talento de Stephen King, Depois é assustador e emocionante, e fala dos desafios de crescer e aprender a distinguir o certo do errado. Uma história poderosa, perturbadora e inesquecível sobre o preço de encarar o mal, não importa sob qual forma ele se esconda. James Conklin não é uma criança comum: ele vê gente morta. Com que frequência? Jamie não sabe bem; afinal, os mortos em geral se parecem muito com os vivos. Exceto pelo fato de que eles ficam para sempre nas roupas em que morreram, e são incapazes de mentir. Sua mãe implora para que ele mantenha essa habilidade em segredo, o que não é problema na maior parte do tempo. Pelo menos até Liz Dutton, a companheira de sua mãe e detetive do Departamento de Polícia de Nova York, aparecer na saída da escola e anunciar que precisa de ajuda. É assim que Jamie embarca em uma corrida para desvendar o último segredo de um falecido terrorista, e começa a jornada mais assustadora de sua vida.

Desde que se conhecer por gente, James Conklin tem uma habilidade inusitada: ele consegue ver e falar com os mortos. Para uma criança pequena, essa é uma habilidade um tanto traumática, ainda mais em casos onde o falecido teve uma morte violenta e seu fantasma fica com a mesma aparência do cadáver.

No início, a mãe de Jamie, Thia, que é uma agente literária muito conceituada, não acreditava nas histórias do filho. Porém, conforme Jamie crescia e os relatos se mantinham, ela foi percebendo que, talvez, ele estivesse dizendo a verdade. Só que ela não queria mais ouvir sobre esse assunto e proibiu Jamie de contar sobre isso pra qualquer pessoa.

A situação muda de figura quando a mãe de Jamie precisa de seus talentos. Seu autor mais renomado, Regis Thomas, faleceu antes de entregar o último volume de sua série de sucesso, Roanoke, que era o ganha pão dos Conklin. Desesperada, Thia quer que o filho converse com o fantasma do falecido Regis e descubra o máximo possível de informações sobre o último volume, para que possa ela mesma escrevê-lo.

Para ajudar nessa empreitada, Thia conta com a ajuda de Liz Dutton, uma policial e sua atual companheira. Jamie está acostumado com as “amigas” da mãe e ele até gosta de Liz, mas mal sabe ele naquele momento que ela será a responsável por um dos maiores terrores de sua vida.

Quando Thia e Liz terminam, Jamie tem a certeza de que nunca mais verá a policial. Só que ela o convoca para uma missão, onde os talentos do menino serão extremamente necessários. Quando Jamie nega, a única forma que Liz encontra é chantageando o garoto. Será que Jamie conseguirá escapar e proteger o segredo de sua mãe?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Que Stephen King é um deus da escrita tenho certeza que ninguém duvida. Seus livros mais antigos já se tornaram clássicos da literatura e cada novidade lançada pelo autor é uma alegria para os leitores. Quando a SUMA anunciou o lançamento de Depois, eu imediatamente fiquei empolgado, por ser mais uma obra contemporânea de King, e assim que o livro chegou, passou na frente de todas as leituras.

Depois é narrado em primeira pessoa, pela perspectiva de Jamie. Nosso narrador já é um homem adulto, de vinte e poucos anos, que está contando sobre seu passado ao leitor. Dessa forma, vamos sabendo mais sobre a infância de James, o passado de sua família, como foi seu primeiro contato com um fantasma e tudo mais. Gostei muito deste estilo de narrativa, que me deixou preso na trama desde o início.

Em suas histórias anteriores, King é conhecido por ser bastante prolixo, mas de uns tempos pra cá a coisa mudou de figura. Este novo lançamento, por exemplo, é bastante fluido e dinâmico, contando toda a história, sem deixar nada de lado, em pouco menos de 200 páginas. Sério. Nunca pensei que leria um livro do King em uma sentada, mas Depois, Ascensão e A Pequena Caixa de Gwendy, lançamentos recentes do autor, estão aí pra dizer que é possível.

Os personagens são muito bem construídos. Sei que o protagonista é Jamie e gostei muito do garoto, de verdade, mas quem roubou a cena pra mim foi Liz Dutton. Ela é uma espécie de ‘vilã’, por ser uma policial corrupta com um histórico de abuso de drogas, mas seu lado bad bitch me conquistou desde o começo e eu – confesso – torci por ela no final.

Falando em final, mais uma vez King construiu um desfecho de tirar o fôlego. Conforme o clímax foi se construindo e a história se encaminhando para o final, eu fiquei muito nervoso, roendo as unhas de ansiedade. O autor conseguiu ambientar a trama com um pano de fundo assustador, tirando medo até dos mais corajosos.

Depois é mais um excelente trabalho de Stephen King, uma história repleta de ação, emoção e fantasmas, com personagens bem desenvolvidos e terror de primeira qualidade. Sem sombra de dúvidas deixo aqui minha recomendação aos fãs do autor. E se você ainda não conhece a obra de King e não sabe por onde começar, este é um bom início, com certeza!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário