02 junho, 2021

Na Telinha :: ‘Panic’

No último dia 28 chegou ao serviço de streaming Amazon Prime a série Panic, adaptação do livro de Lauren Oliver, publicado pela editora Verus no ano passado. Eu já conferi a série e hoje vim contar para vocês o que achei. Vamos conferir?

Panic narra a história da pequena cidade de Carp, um lugar pacato onde nada acontece e do qual todos desejam fugir. O único evento interessante no local é o Pânico, um jogo anual onde os recém-formados no Ensino Médio competem em atividades perigosas em busca de um prêmio em dinheiro, que pode ser uma chance de libertação.

Nossa protagonista é Heather Nill (Olivia Welch) uma garota pobre que está juntando suas economias para cursar uma faculdade de contabilidade e ter uma chance de ganhar algum dinheiro para ajudar sua irmã, Lily, e sair de Carp de uma vez por todas. Contudo, após sofrer um doloroso golpe, Heather está precisando de dinheiro outra vez e enxerga no Pânico sua única chance.

Indo contra todos os conselhos de seus melhores amigos, Natalie e Bishop, Heather decide se inscrever no Pânico, o que não deixa Nat muito feliz, já que ela também vai jogar. A partir daí, muitas coisas alucinantes começam a acontecer e os 23 jogadores precisarão enfrentar seus maiores medos se desejarem saírem vitoriosos.

Eu li Pânico no mês de lançamento. Eu estava muito ansioso por esse livro, por ser um grande fã da escrita de Lauren Oliver, e fiquei ainda mais empolgado quando soube que o livro seria adaptado. Assim que Panic estreou no Prime Video, fiz uma maratona dos dez episódios disponíveis. E gente do céu, que série incrível!

Já adianto que quem espera fidelidade com o livro vai se decepcionar. Os primeiros episódios são um retrato fidedigno do que acontece no livro, mas chega um certo ponto que a série toma rumos diferentes. Os elementos principais da história seguem os mesmos, mas algumas decisões dos personagens são alteradas, para que tenha mais sentido o episódio.

O elenco ficou muito bem representado. Olivia Welch está excelente como Heather, entregando uma atuação convincente e emocionante. A personagem é muito forte e madura, devido a todas as dificuldades que vive, e Welch conseguiu transparecer isso com seus gestos, falas e expressões. Acho que ela tem bastante potencial para crescer nesta indústria.

Outro personagem que me cativou bastante foi o Ray, interpretado por Ray Nicholson (filho do brilhante Jack Nicholson). Ele é aquele garoto clichê de cidades pequenas, com pose de bad boy, mas com um bom coração. No livro ele não mostra esse seu lado bom, mas na série é impossível não shippá-lo com Heather. A química entre os dois é incontestável, mesmo com eles sendo tão diferentes.

O final da série foi ótimo. Por já ter lido o livro, eu esperava o que ia acontecer, mas a forma como tudo foi adaptado deixou o desfecho surpreendente. Além disso, os roteiristas deixaram um gancho no final do episódio, o que pode vir a gerar uma segunda temporada. Não sei bem o que esperar disso, mas tenho certeza de que se vier a acontecer eu assistirei imediatamente.

Por fim, Panic é uma série envolvente, bem construída, com ótimo roteiro, fotografia e atuação. Mais um trabalho excelente do Prime Video que eu não posso deixar de recomendar. Se joguem nessa aventura, dividida em 10 episódios de 40 e poucos minutos. Garanto que não irão se arrepender!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário