25 março, 2022

Tithe, de Holly Black

  • Livro: Tithe
  • Autor: Holly Black
  • Editora: Galera Record
  • Páginas: 252
Sinopse: Kaye tem dezesseis anos e está de saco cheio de se mudar. As ações inconsequentes de sua mãe fazem com que mais uma vez precise deixar a cidade onde mora e, desta vez, retornar para onde morou durante sua infância, de volta para a casa da avó. A única luz é poder se reencontrar com a melhor amiga, Janet, e torcer para que os seus amigos encantados de infância apareçam para visitá-la. Mas duas semanas se passam e nada de aparições de fadas. Será que foram apenas frutos de sua imaginação? Será que ela passou da idade e não é mais divertida para eles? Porém um encontro inesperado em uma floresta escura colocará tudo que pensou saber em xeque. Kaye não é mais uma criança e o mundo das fadas se mostrará muito longe de ser um lugar para brincadeiras. Resistir ao fascínio e às malícias do Povo das Fadas irá requerer toda a esperteza de Kaye, pois confiar em qualquer um poderá ser uma armadilha fatal. O primeiro volume de Contos de Fadas Modernos, Holly Black, autora #1 do The New York Times, apresenta Tithe, mais uma entrada no mágico e traiçoeiro universo do Povo das Fadas, da série best-seller de O príncipe cruel. Agora, o perigo pode estar mais próximo do que você imagina. Bem-vindo ao Reino das Fadas e aproveite a jornada ― apenas tome cuidado para não se deixar enfeitiçar por um glamour e se perder em um banquete dos seres encantados.

Depois do sucesso da trilogia Povo do Ar, eu estava muito empolgado por essa nova história de Holly Black. Por se tratar de um livro mais antigo, que a Galera está relançando aqui no Brasil, tentei manter minhas expectativas baixas.

Tithe conta a história de Kaye, uma garota que não teve uma infância normal. Sua mãe fez parte de várias bandas e a menina nunca frequentou a escola ou criou raizes em lugar nenhum.

Contudo, depois que a mãe quase morre numa confusão, Kaye se vê obrigada a morar com a avó, na casa onde viveu quando era criança. Nessa época, Kaye tinha amigos que todos julgavam serem imaginários, mas que ela sabia serem fadas. Ao retornar, a garota tenta a todo custo encontrá-los, mas eles não aparecem.

Tudo muda quando Roiben surge em seu caminho. Ele é um importante cavaleiro feérico e sua aproximação de Kaye chama atenção das outras fadas. Não demora muito para a menina descobrir que existe um segredo sobre sua própria existência e que ela é parte de um plano maior de independência das fadas.

Agora, Kaye precisará de toda sua esperteza se quiser sair de toda essa história com vida.

***

A escrita de Holly Black é muito envolvente. Ela consegue prender o leitor desde a primeira página e torna suas histórias impossíveis de se largar. Porém, dessa vez foi um pouco complicado.

Eu simplesmente não consegui criar conexão com os personagens, o que criou um certo distanciamento da obra. Kaye me soou muito imatura em momentos importantes da trama. Além disso, só um personagem, Corny, me cativou a ponto de eu querer saber mais sobre ele.

O livro tem bastante ação, mas acho que Black pecou um pouco ao desenvolver estas cenas. Uma personagem importante morre e parece que não fez diferença nenhuma na história.

Em resumo, Tithe está bem aquém de O Príncipe Cruel, mas estou curioso para ler os outros livros desta trilogia, que devem ser lançados ainda este ano.

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário