• Filme: Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore
  • Título original: Fantastic Beasts: The Secrets Of Dumbledore
  • Diretor: David Yates
  • Distribuidora: WARNER BROS.
  • Duração: 2h23min
  • Lançamento: 14 de Abril de 2022
  • Gênero: WARNER BROS.
  • Distribuidora: WARNER BROS.
Sinopse: Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore é a sequência das aventuras de Newt Scamander (Eddie Redmayne), um magizoologista que carrega em sua maleta uma coleção de fantásticos animais do mundo da magia descoberta em suas viagens. Dessa vez, ele é convocado por Albus Dumbledore (Jude Law) na luta contra o vilão Grindelwald (Mads Mikkelsen). A trama mostra por que o célebre bruxo de Hogwarts, que sabe da busca por controle de Grindelwald e é incapaz de detê-lo sozinho, confia no magizoologista para liderar uma equipe de bruxos, bruxas e um bravo padeiro trouxa em uma missão perigosa. Ao longo do enredo, eles encontrarão velhos e novos animais fantásticos, além de enfrentar a crescente legião de seguidores do vilão. Mas o que o grupo de Scamander não sabe é que Grindelwald colocará o Mundo Mágico em uma luta contra o mundo dos trouxas. Enquanto o universo da magia fica mais dividido, Dumbledore deve decidir por quanto tempo ele ficará à margem da guerra que se aproxima.

No mês passado eu fui convidado pela Espaço/Z a participar de mais uma cabine de imprensa aqui em Brasília e hoje eu vim contar para vocês a minha opinião sobre Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore.

Depois de conseguir fazer um dos piores filmes de 2018, David Yates está de volta com mais um capítulo dessa saga que atualemnte aparenta ser inacabável. Em Os Segredos de Dumbledore nós acompanhamos mais uma vez o grupo formado pelos queridos Alvo Dumbledore (Jude Law), 0 magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne), o trouxa Jacob Kowalski (Dan Fogler) e outros, em mais uma tentativa de parar o poderoso mago das trevas Gellert Grindelwald (Mads Mikkelsen).

Desde protagosnista acusado de agressões verbais, físicas e sexuais até roteirista transfóbica, Animais Fantásticos sofre de altos e baixos desde antes mesmo de seu primeiro lançamento lá em 2016. O terceiro filme, que foi atrasado devido a pandemia, chega para tentar reverter o cenário em que a franquia se encontra no momento. O primeiro passo foi colocar o ator dinamarquês Mads Mikkelsen para interpretar Gellert Grindelwald, o grande vilão da franquia.

A troca, que já deveria ter acontecido no filme anterior, era exatamente o que precisava para conseguir prolongar a vida de Animais Fantásticos. O ator consegue entregar uma performance convincente mesmo com o enredo fraco escrito por Rowling e Kloves, dando mais personalidade ao personagem do que Depp conseguiu nos últimos dois filmes.

Jude Law como Dumbledore também mostrou que não foi escolhido à toa. O seu personagem que até então era apenas mais um coadjuvante, nesse filme virou um dos protagonistas.

Embora o filme tenha melhorado no elenco, as partes técnicas pegaram o caminho contrário. O roteiro que originalmente se passava no Rio de Janeiro dos anos 30 foi completamente apagado e substituído por um com diversas falhas. A montagem extremamente picotada nos da a impressão de um filme editado porr um amador. A fotografia extreamente escura em alguns momentos parece ter sido copiada diretamente de Batman.

A direção de Yates também deixou bastante a desejar. O diretor que já é um veterano no universo de Harry Potter parecia não saber o que fazer com o roteiro medíocre que lhe foi entregue. O filme em diversos momentos acaba ficando arrastado e deixando evidente que seus 143 minutos de duração não eram necessários.

Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore chega oficialmente aos cinemas brasileiros nesta quinta, dia 14 de Abril nos cinemas de todo o país.

 

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário